Aviso!

Olá caro humano, seja bem-vindo ao nosso mundo sobrenatural! Se essa é sua primeira vez aqui, recomendo que comece a lê por nossa primeira história, “O Sequestro”, que pode ser facilmente encontrado se você abrir o botão da primeira geração, Detectives, que fica no menu acima. Caso você seja um de nossos fãs, tenha uma boa leitura e não esqueça de comentar, ou caso contrario, kraismos morderá todos vocês, isso se Castiel não lhe bater primeiro.

sábado, 28 de maio de 2016

22 - Elion





I
            -Ele está tão calmo. –Disse Gui se aproximando.
            -Aparentemente ele está sonhando com aquele que ele ama. –Respondeu Lucy.
Ed se aproximou sorrindo, quando Elion falou algo entre gemidos.
            -O que ele disse? –Perguntou Ed se aproximando do garoto inconsciente.
            O silencio foi feito, já que o jovem Elion solhava com aquele que ama, falar dormindo aparentemente deveria ser algo muito importante.
            -L-Lucas. –Disse o garoto dormindo.
            Os olhos de Ed se enjeram de agua e antes que ele pudesse fazer alguma coisa Luci perguntou.
            -Quem é Lucas?






II
            Sempre a dois caminhos os quais podemos escolher, mas isso não é bem verdade, tenho apenas um único caminho onde o bem e o mal andam de mãos dadas. Meu nome é Elion e desde criança nunca tive escolha, nasci predestinado a governar um mundo do qual não queria, sou aquele que profetas preverão o nascimento desde outrora, sou aquele o qual o único a quem me prostro é aquele do qual não sou digno de encarar face a face. Alguns me chamam de Elion, outros de amigo a quem me chame de senhor ou de lorde, alguns me chamam de regente e até mesmo de príncipe, mas o nome do qual sou mais conhecido é ELE.
            Sou o guardião do pilar da agua, responsável em proteger a essência da Lua, minha história começou assim que nasci, e adivinha só, nasci em uma segunda as três horas da manhã, no dia e na hora da Lua. Dizem que foi mera coincidência, mas este ultimo não é algo que exista nesse mundo. Acredito apenas no inevitável e já vivi o bastante para dizer que esse sim é real.
            Sempre fui considerado um garoto estranho, até mesmo para aqueles que um dia chamei de pais, desde criança falava sozinho, ao menos é isso o que eles acreditavam, mas na verdade falava com as plantas, as arvores, espíritos da floresta, elffos e fadas, até mesmo com a própria Lua, que é aquela que me reses. A lua em especial era mais que uma amiga, era uma mãe. Meu amado filho. Eram assim que me chamavas. Entre todos os espíritos que me venerava ela era a única que exigia algo de mim. Exigia que ficasse cada vez mais forte, mais agiu, mais inteligente e astuto. Ela sempre esperou não apenas o melhor de mim, mas a perfeição em sir. Ela me treinou todos os dias e todas as noites, me ensinou as antigas magia de seu povo, ensinou-me a manuseia uma espata e um arco flecha, a manuseia venenos e ervas, a curar e a matar. Mas todos esses ensinamentos foram mantidos em segredos, ninguém poderia saber de minha existência, a Lua sempre dizia que eu era poderoso de mais para cair em mãos erradas.
            -Elion, seja mais rápido. –Dizia o espirito da Lua.
            -Eu não consigo lutar feito à senhora.
            -Não seja franco garoto, você não pode ser fraco.
            Eu estava cheios de machucados, escorria sangue de minha boca, meus olhos estavam inchados e minhas costelas estavam à beira de quebrar, mal me podia em pé e o pior de tudo, tinha apenas oito anos de idade.
            -Yue. –Disse. –Eu não aguento mais.
            Ela se aproximou de mim e com a palma da mão desferiu um golpe em meu estomago me fazendo voar e cair inconsciente.
            Quando voltei a mim estava sendo curado por Yue, sua habilidades de curar com a agua eram formidáveis.
            -Hoje vou te levar a sede do clã. –Disse ela colocando os dedos em meu pulso deixando o desenho de uma estrela de cor preta desenhado lá. –Esse símbolo irá impedir que sintam seu real poder.
            -E por que a senhora quê que eu vá lá, pensei que fosse perigoso ser visto por alguém.
            -E é minha amada criança, mas tem alguém lá que eu quero que você conheça e desde que fique com esse desenho no pulso, tudo ficará bem.
            Apenas sorrir perante ela.
            Yue é um antigo espirito que há muito tempo foi selado na lua, ela é simplesmente bela, seus cabelos são longos e brancos, sua pele pálida e seus olhos prateados, suas vestes lembrava as antigas roupas que as imperatrizes chinesas usavam, e como sua pele suas vestes eram claras. Mesmo sendo um espirito, Yue transmitia um enorme amor materno e com esse calor uma enorme tristeza, mesmo ela não me falando nada na época, sabia que ela tinha sofrido uma grande perda.
            Ao vê-la me curar me fez refletir que sofrimento era meu sobre nome, para que não me importasse com a dor com tivesse sentimentos, milha pele era rasgada e meus ossos quebrados diariamente, e no final de cada tortura Yue me curava para que eu pudesse ser ferido novamente.
            Como dito por minha avatar (avatar mestre o mestres de um jovem bruxo ou espirante a magia, são aqueles responsáveis por disciplinar e ensinar antigas artes da magia a ele, nesse caso em especial Elion estar se referindo   a Yue como uma de seus diversos avatares) formos até uma enorme construção que ficava do outro lado do mundo, mesmo não sabendo onde estávamos sabia que era em um pais frio e que estávamos no subsolo, afinal de contas aquelas construções mais parecia tuneis antigos que davam acesoa diversas salas, e levando em consideração que todos os lugares que andei ai não havia nenhuma janela ou traço de luz do sol, deduzi que de fato ali era o subterrâneo de uma enorme e antiga construção.
            -Olá garotinho, está perdido. –Disse um ancião se aproximando de mim.
            Yue sempre me dizia para não confiar em ninguém, que eu não tinha amigos e que a raça humana era desprezível, e mesmo ele sendo um velho e eu um criança não baixei minha guarda.
            -Não. –Eu disse. –Não estou perdido, estou onde deveria está.
            O velho sorriu para mim e disse se aproximando.
            -Você é bem sábio para uma criança, e emana uma energia diferente para um jovem bruxo, você é alguma criatura criada por algum dos membros da Cúpula?
            -Ele não é nenhuma criatura Flamel. –Disse Yue aparecendo por traz dele.
            - Milady? O que lhe trais aqui, não é lua cheia como a senhora conseguiu ser invocada?
            -O garoto a quem você se referiu como criatura é seu regente e duplicata de meu filho, e como duplicata o sangue dele tem energia de uma lua cheia.
            -Isso é inacreditável. –Disse Nicolas Flamel. –Isso significa que a jovem Hohenfels é.
            -Uma mera distração até que o jovem Elion torneasse adulto.
            -Isso é formidável, até mesmo para a senhora, esconder uma criança com esse potencial do clã, da Cúpula e até mesmo do conselho é praticamente impossível, até mesmo para a senhora, incerto...
            -Incerto que meu filho esteja envolvido? Nunca falei que ele não estava.
            -Santo Deus, mas como? Espera. Como você está aqui mesmo e com essa forma? Mesmo o garoto tendo a energia de uma lua cheia correndo sobre as veias, não seria possível lhe invocar nessa sua forma quase carnal.
Yue sorriu e disse.
            -Além de duplicata e regente ele também é meu guardião, ou seja.
            -Ele não tem a energia de uma lua cheia em suas veias e sim de uma lua de sague.
            -Exatamente e foi por isso que eu o trousse até você, quero que o ajude a esconder sua energia, você é o mais velho de todo os vivos do clã, e provavelmente deve saber fazer tal rito.
            -Mas é claro eu só preciso. –Nicolas olhou para o lado e disse. –Onde o garoto está?
            Aquele conversa havia se tornado chata, então resolvi dá uma volta e acabei encontrando uma criatura voadora, ela era pequena e mesmo com toda disciplina que tive, ainda era uma criança, e qual criança registe a uma fada extremamente fofa voando dentro de uma antiga construção subterrânea?
            Corri em meio aqueles corredores de pedras eu queria muito brincar com aquela criatura, mas ela era diferente das outras fadas que já vir, ela não me venerava e parecia que ela estava ocupada fazendo algo. Não sei em qual momento eu cair a única coisa que me lembro foi que havia machucado o braço com a queda, ele estava sangrando devido a um corte feito pelas pedras daquele lugar, mesmo sangrado a dor não me incomodava como deveria, eu havia perdido a pequena criatura de vista, mas tinha encontrado uma sala que deferente das demais era estava com uma luz acesa e provavelmente havia movimento lá dentro. Ao me aproximar vir que ela estava cheia de pessoas que eles estavam discutindo algo, achei que não faria mal dá uma olhada, afinal de contas qual criança não registe a uma sala sinistra, com uma luz sinistra, e cheia de pessoas sinistras dentro de uma antiga construção no subterrâneo?]
            Sem pensar duas vezes estava destro daquele lugar e todos me encararam assim que entrei.
            -Quem é esse? –Disse alguém em meio à multidão de bruxos.
            -Que poder é esse vindo de seu sague? –Disse um outro alguém.
            -Ele é algum tipo de mostro? –Retrucou vários deles.
            -Não podemos deixa-lo sair. –Disse alguém se aproximando.
            Não sei ao certo o que aconteceu eu estava apenas sentindo minha boca amargando, eles estavam usando ritos de morte comigo, mas por quê? Eu era apenas uma criança e como tão não podia e nem queria atentar contra alguém mais velho, mas eles não viam isso e simplesmente estavam usando remoção de alma comigo.
            Quando minha boca chegou a um certo nível de amargura uma forte energia começou a sai de dentro de mim, dei um grito aterrorizante e uma luz tomou conta de meu corpo, um escudo azul prateado surgiu al meu redor e se expandiu indo em direção a todos aqueles ali presentes e quando a luz se foi eu era o único vivo ali. Aquela imagem ficará em minha mente para sempre, talvez eu seja aquilo que eles gritaram dizendo que eu era, um mostro.
            Yue e Flamel apareceram em seguida, mas o estrago já havia sido feito.
            -Estão todos mortos? –Disse Flamel.
            -Elion o que você fez?
            -Eles tentaram me atacar, eu apenas me defendi. –Disse com lagrimas nos olhos.
            Yue se aproximou de mim e me bateu no rosto.
            -Não chore garoto, você só fez o que era necessário para salvar sua vida, você é mais importante do que qualquer um aqui presente, então não lamente.
            -Ele retirou a marca de nascimento de todos eles. –Disse Flamel fazendo um movimento com sua mão direita liberando uma pequena quantidade de energia.
            -Como? –Perguntou Yue fazendo o mesmo movimento.
            -Ele não retirou apenas a vida deles, mas suas marcas consequentemente com seus poderes, a energia deles não poderão passar para outra pessoa, eles não poderão reencarnar e o mais importante, Elion está com a energia não apena deles, mas...
            -Mas de seus ancestrais também.
            -Yue, todos aqui eram bruxos nascidos, esse garoto está com os poderes deles, ele está mais forte do que nunca, mas forte do que qualquer outro regente da história, quase tão forte que seu filho foi, um simples símbolo em seu pulso não vai esconder tamanho poder.
            -Você sabe o que fazer. –Disse ela em tom de autoridade.
            Flamel havia retirado todas as minhas roupas, nunca me importei em ficar pelado em frente de Yue, mas Nicolas até então era um desconhecido para mim, não que eu estivesse com vergonha, mas sim um pouco desconfortável.
            Após queimar uma enorme quantidade de salvia e acenderem uma outra quantidade de velas desenhou alguns símbolos estranhos em meu corpo, eu já havia tido algumas aulas de simbologia, mas aqueles símbolos em específicos eu nunca tinha os visto.
            Ao terminar de desenhar, tanto ele quanto Yue começaram a falar em sânscrito e após um  tempo Yue estalou os dedos e um símbolo azul prateado surgiu sobre os meus pés, como os símbolos feito por Flamel aquele também era estranho e desconhecido para mim
            -Yue. –Eu disse ao ver que meus pés estavam presos ao chão e que uma energia estranha estava saindo do ciclo de energia e entrando em minhas veias. –Está doendo. –Disse segurando as lagrimas.
            -Desculpe garoto, mas sua segurança vem em primeiro lugar, e não importa quanta dor você sinta para que isso seja garantido. –Respondeu ela.
            A dor que consumia meu corpo era inacreditável, comecei a gritar, minhas veias estavam queimando e minha marca em minha virilha congelando, ao olhr para baixo vir que estava apenas o Sol na frente e não o eclipse de sempre, sentir meu bunda queimar e com um pouco de dificuldade vir o desenho perfeito da lua minguante se formando ali.
            De alguma forma eles conseguiram dividir uma marca de nascença e aquilo me mudou por dentro.
            Yue estalou os dedos novamente dizendo signasti e uma enorme luz saiu de meu corpo me fazendo apagar diante de toda aquela dor.



III
            Os anos se passaram, e eu cresci sem nenhum amigo ou alguém para amar, um vazio tomou conta de mim e o amor não era algo que conhecia. Meus treinamentos foram ficando cada vez mais duros.
            -Você deve parar minha flecha com uma outra flecha. –Disse Yue preparando seu arco.
            Eu olhei bem para a ponta de sua flecha e quando ela disparou era como se ela e movesse em câmera lenta, uma coisa que tive que aprender em todos esses anos foi a dominar meu próprio corpo, não apenas para não sentir dor, mas não sentir fome ou cansaço, ter uma visão perfeita e uma mente perfeita, movimentos precisos e um olfato sensível.
            Disparei minha flecha que foi de encontro com a de Yue.
            Yue levantou rapidamente a mão pegando uma flecha no ar.
            -Uma segunda flecha na sobra da primeira? –Disse ela surpresa. –Onde você aprendeu isso? Não me lembro de ter lhe ensinado e nem de lhe ver praticando.
            -Comecei a trinar em meus sonhos, não tenho tempo para perder, e como você me disse uma vez, você não espera o meu melhor e sim a perfeição de mim.
            Com um sorriso ela disse.
            -Creio que seja só por hoje.
            -Perdão?
            -Amanhã você terá que ir a um campeonato de xadrez pela sua escola, ou já esqueceu?
            -E por que eu tenho que ir a escola? Sou o bruxo mais poderoso da história, eu não posso apenas ficar e aprender mais?
            -O mundo da magia ainda é segredo para o mundo humano, você pode ser o príncipe de todo o mundo magico, mas não é nada para o mundo humano.
            -Mas e se eu me mostrar?
            -Se você fizer isso será considerado u demônio, a humanidade não está pronta pra saber de toda a verdade.
            -Que seja. –Eu disse largando meu arco no chão. E indo em direção a casa daqueles que sou obrigado a chamar de pais.
            Antes que me esqueça, não sou cem por cento humano, na verdade nem me considero um, os dois mortais que me trouxeram a vida nada mais são que criaturas ingênuas usados pelos destino (O destino para Elion seria o Deus dos mortais.) para me trazer a esse mundo escroto.
            Após um longo banho, me vestir e desci para escola onde pegaria um carro e iria para a cidade vizinha onde o campeonato aconteceria.
            Antes que eu jogasse a primeira partida vi um garoto me encarando, ele possuía uma pele branca, olhos negros, cabelos escuros e lisos, e de certa forma a presença dele ali me incomodava.
            O jogo mal havia começado e eu já tinha acabado de dá um xeque pastor em meio adversário, fazia parte das regras de minha escola complementar os adversário no inicio e no fim de cada jogos, mas eu simplesmente quebrava essa regra, chamais tocaria na mão de um humano inútil, e que fique bem claro que eu só estava ali por que minha mãe (Yue) me obrigou.
            -Hei garoto. –Disse o menino que estava me encarando. –Meu nome é Lucas, Lucas Felix e eu vi a maneira como você jogou, foi simplesmente perfeito.
            -Desculpe-me, mas não me lembro de ter perguntado seu nome ou ter pedido sua opinião sobre a maneira que articulo minhas ideias em um mero tabuleiro de xadrez. –Disse saindo o deixando sozinho.
            Tive que jogar mais algumas vezes, e em todas as vezes que pegava um adversário novo o humilhava cada vez mais rápido.
            Quando já estava saindo do prédio onde se passou o campeonato encontrei-me novamente com o garoto de mais cedo.
            -Elion não é? –Disse ele.
            O olhei surpreso por saber meu nome.
            -Como você?
            -Perguntei ao seu monitor, ele disse seu nome com orgulho na boca, por dera, você ficou em primeiro lugar.
            -O que você quer? –Disse.
            -Como assim?
            -As pessoas não se aproximam de outra sem enternece em mente, diga-me o que você quer e vá embora.
            -Tá, eu quero ser seu amigo.
            O encarei nos olhos e não aquentei. Rir descaradamente na cara ele.
            -Vou te dá a real garoto, não sou de fazer amizades, ódio a raça humana, e você para mim não passa de lixo.
            Ele me olhou confuso e disse.
            -Fale o que você quiser, mas eu serei seu amigo.
            -Essa eu pago pra ver. –Disse indo em direção ao carro da escola.
            Ao chegar em casa fui direto para o bosque pertencente a minha propriedade, tinha que falar com Yue.
            -Então ele queria ser seu amigo? –Disse ela.
            -Isso mesmo.
            -E você quer ser amigo dele?
            -Não, não quero, mas algo nele me incomodou.
            -Talvez ele não seja humano.
            -Não, eu tenho certeza que ele é, a questão é que ele emanava um sentimento muito forte, e isso me incomodou um pouco.
            Yue apenas sorriu diante de minhas palavras e disse.
            -Humanos não possui capacidade para ter sentimentos poderosos a pondo de incomodar o filho favorito do destino. (DEUS)
            -Creio que tenha sido fruto de minha imaginação então. –Fiquei em pé e perguntei. –O que aprenderei hoje?
            -Nada. –Disse Yue se pondo de pé. –Hoje eu selarei novamente seus poderes.
            -Não já fizermos isso esse mês?
            Desde o ocorrido na cede do clã Yue sela meu poder sempre que fico forte deixando apenas o mínimo para que eu use nos treinamentos.
            -Você tem ficado forte a cada dia que se passa.
            -Yue, o que acontecera se um dia todos esses selos se romperem?
            -Algo nada bom meinha querida criança.
            Apenas respirei fundo esperando o ciclo de energia consumir meu corpo gerando uma enorme dor que só piorava cada vez que meus poderes eram selados.
            Quando recobrei a consciência estava em minha cama, o dia estava amanhecendo, dessa vez passei a noite toda inconsciente, me levantei com a cabeça doendo, sempre após um selamento as dores em minha cabeça apenas me consumia.
            Tomei um rápido banho e após comer alguma coisa fui para a escola, não queria que Yue tivesse motivos para discuti comigo, a dor em minha cabeça já estava grande o suficiente para ser aumentada com os sermões dela sobre eu ter uma dupla vida.
            Ao entra em minha sala um pouco atrasado encontrei o garoto de antes, o tal de Lucas Feliz sentado ao lado de minha mesa.
            Ele me recebeu com um sorriso quando disse.
            -O que você está fazendo aqui?
            -Como eu disse, eu serei seu amigo.
Apenas sorrir diante a loucura daquele garoto em querer ser meu amigo, ele mal me conhecia e mesmo assim tinha vindo de outra cidade só para me esperar ao lado de minha cadeira para dizer que é mais teimoso que uma mula.



IV
-Quem é Lucas? –perguntou Lucy.
Ed respirou fundo e disse se afastando.
-Lucas foi o melhor amigo de Elion, ele foi o garoto responsável por dá humanidade a ele, foi ele que fez com que Elion ajudasse as pessoas em vez de odiá-las.
-Sempre achei que você force o melhor amigo dele. –Disse Raphaelly se aproximando.
-Pensou errado.
-E onde está esse Lucas? –Perguntou Gui. –Como melhor amigo de Elion ele deveria está aqui ao lado dele.
Ed respirou fundo novamente e encarando a todos ele disse.
-Ele está junto com todos aqueles que tentaram afastar Elion do que o destino preparou para ele.
-Não entendi. –Disse Lucy se aproximando de Ed.
-Ele está morto. –Disse Ed por fim. –Morreu a cerca de dois anos.
Eles encaram a Ed em silencio, até que tiveram sua atenção desviada para Elion que agora gritava, seus olhos se abriram mostrando uma luz azul saindo de dentro deles.
Nas orbitas dos olhos do garoto que despertará de seu sono havia os mesmos símbolos usados por Yue para selar seus poderes.



J. Aeff

17 comentários:

  1. A cada história me surpreendo mais, mdss esses podres do Elion genteee, verdades secretas abriram o diário do Elionzinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, as tretas estão apenas começando kkkkk, minha doce Jaque vejo que você é minha fã numero um kkkk só adiantado um pouco das histórias futuras, um lobo muito importante vai aparecer rs um abraço de seu amado J. Aeff

      Excluir
    2. Hummmmm lobo é, nossa a história vai ser bem movimentada emm, to só na expectativa kkkk

      Excluir
  2. Agora eu compreendo porque você é do time Elion.

    ResponderExcluir
  3. Mds esses segredos aos poucos vão se revelando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vdd, mas o melhor ainda está por vim heuheuheuheu

      Excluir
  4. Uauu Ele (Elion) cara q Demais agora ta tudo sendo esclarecido,ou não...rs

    ResponderExcluir
  5. Cm assim Elion é ELE? 😱... Que sensacional! Poxa vida as pessas estam co. Essando se encaixar agr ( concordando cm Mel ) cara isso demais!!!
    Tô sem palavras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse quebra cabeça ainda vai na metade rs

      Excluir
  6. Eu estou simplesmente chocada 😱 quantas descobertas.Elion é ELE Que incrível 👏👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrrs vc vai ficar chocada daqui pra frente rsrrs

      Excluir
  7. Ja sabia q ELE era Elion o personagem que adoro nesse site ele e incrível um gênio assim como as historias de J.Aeff como sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eitaaaaaa, como já disse, você é um gênio em relação a interpretação, vc arrasa, fico q estejas a gostar, continue lendo e se surpreendendo

      Excluir