Aviso!

Olá caro humano, seja bem-vindo ao nosso mundo sobrenatural! Se essa é sua primeira vez aqui, recomendo que comece a lê por nossa primeira história, “O Sequestro”, que pode ser facilmente encontrado se você abrir o botão da primeira geração, Detectives, que fica no menu acima. Caso você seja um de nossos fãs, tenha uma boa leitura e não esqueça de comentar, ou caso contrario, kraismos morderá todos vocês, isso se Castiel não lhe bater primeiro.

sábado, 2 de julho de 2016

26 - O Protetor


 

            A dor de perder aquele que verdadeiramente amamos, supera qualquer outra dor. Não são os sonhos e a falsa inteligência que nos torna seres vivos, mas a capacidade de amar, e quando esse sentimento que chamamos de amor é retirado de nosso peito, não somos mais dignos de sermos chamados de humanos, nem mesmo de afirmamos que ainda estamos vivos. (ELE)




I
            -Não se preocupe, ele vai ficar bem. –Disse Gui encarando Elion. –Se você não tivesse usado o poder dos espíritos compostos naquela aurora boreal o estado seria bem mais grave, isso sem levar em consideração que o toque dos lábios de um ser celestial pode fazer  milagres.
            -Não é isso que está me incomodando. –Disse Elion retirando os óculos e encarando Hou de frente. –Eu sou o maior alvo do reino magico, não importa se são bruxos das trevas, ou de meu próprio Clã, eles sempre tentaram contra mim, não que eu me importe, mas ele, ele não merece passar por isso. –Disse ele referindo-se a Ed.
            -Terminei o selamento. –Disse Rapha se aproximando de seu Lorde. –Não se preocupe. –Disse ela. –Estamos no subterrâneo e todas as entradas foram seladas com o maior patamar de magia, ninguém entra ou sai sem minha autorização, isso sem conta que será preciso mais de 50 homens para abrir qualquer uma das porta depois que eu as transmutei
            Uma enorme chama tomou conta da porta principal chamado a atenção de todos.
            Uma chama azul prateado consumia não apenas a porta, mas toda a magia nela depositada e em questão de segundos a grande porta de madeira foi aberta com um chute.
            -Na, na, na, na, na. –Disse Raphaelly gaguejando. –não creio.
            Um garoto de no máximo 16 anos entrou pela porta principal, suas vestes eram claras, uma mistura de branco com azul, havia uma enorme pele de lobo branco preso à cintura dele, como um casaco amarrado pelos adolescentes por estilo. Sua pele era clara, seus olhos verdes e seus cabelos bagunçados e em um tom castanho quase loiro.
            -Ruan? –Disse Elion confuso.
            O garoto se aproximou dele lhe dando um soco que o fez tombar e cair.
            -O que você pensava que estava fazendo se expondo daquela maneira. –Disse o garoto lobo furioso. –Uma enorme energia celestial pode ser sentida em quase todo o planeta.
            Todos os outros ali presentes estavam prontos para atacar o garoto, quando Elion se levantou passando a mão no recanto da boca secando o sangue que por lar descia.
            -Não ousem levantar um dedo contra ele. –Disse para os demais. –Isso claro não se aplica se queiram morrer.
            Os olhares caíram sobre o jovem mestre, que agora caminhava em direção ao garoto que lhe havia batido.
            -Pra começar, eu não me transformei por quer eu quis, na verdade nem sei como fazer isso, o poder veio ao ver Ed morrendo, e mais uma coisa, nunca ouse me bater novamente. –Elion terminou de falar socando o estomago do garoto o fazendo cair cuspindo um pouco de saliva com sangue.
            -Elion, quem é esse garoto? –Perguntou Gui confuso.
            -Sabe o mito da origem dos guardiões? Onde um mago poderoso ergueu os quatro pilares e em seguida criou quatro guardiões? Bom esse mesmo mago antes de “morres”. –Elion disse a ultima palavra fazendo gestos com os dedos. –Ele dividiu seu poder em três partes, 50% para o líder de seu clã, 30% em um pergaminho que não existe mais, e por fim 20% a um protetor. –Elion respirou fundo e disse. –Pessoal. Esse é Ruan Johan (se pronuncia Iôran) meu protetor.
            -O quê. –Disseram todos em uni son. –E só agora você vem nos falar isso.
            O garoto se recompôs e disse.
            -O que realmente aconteceu ontem?
            Elion caminhou em direção a cama de Ed e disse.
            -Bruxos das trevas me atacaram. –Elion ergueu o braço e voltou a falar. –Estavam querendo obter o meu sangue.
            -Não me diga que eles descobriram?
            -Descobriram o quê? –Perguntou Edgar abraçando Rapha.
            -Elion. –Disse Ruan. –Não me diga que eles não sabem de nada.
            ELE encarou seus amigos atrás das lentes de seus óculos e disse.
            -É melhor vocês se sentarem, tenho muito que falar. –Elion observou todos sentarem no chão próximo a cama e a pois respirar fundo e sentar aos pés da cama onde estava seu amigo ele disse.
            -Creio que vocês saibam que tive uma infância um pouco conturbada, mesmo sendo o regente do mais poderoso clã de bruxos da história, nunca cheguei a conhecer nenhum, Yue me manteve em segredo de todos, chegando assim a expor a família de Rapha.
            -Sim, disso já sabemos. –Disse Raphaelly seria. –Ela lhe manteve escondido por medo que alguém descobrisse seu segredo de ser a reencarnação de um dos anjos originais.
            -Sim, mas não foi só isso o que aconteceu. –Elion voltou a falar. –Todos aqueles que faziam amizade comigo ou de alguma forma me afastasse dos planos do destino (Deus na linguagem de Elion) acabavam morrendo, Lucas por exemplo foi a prova viva disso.
            -Ed nos contou sobre ele. –Disse Gui encarando seu anel.
            -Mas teve uma coisa que ele não contou. –Elion disse abaixando a cabeça. –O que devia ser a ordem dos quadro Guardiões não passa de uma faixada amaldiçoada. Após eu dividi minha essência em duas, para evitar que alguma coisa ruim acontecesse com Ed, Christopher se afastou-se de mim por ciúmes, no começo eu achava que isso fosse um plano dele para obter informações sobre o quarto, mas após seu coração muda e o contrato com sua ninfa se quebrar tive certeza que havia pedido um amigo para as trevas, após isso sem explicação alguma Swan a guardiã da Terra também se afastou de mim, e ao descobrir o plano de David o quarto, me vi sem saída, não tinha ninguém ao meu lado.
            -E qual era o plano dele? –Perguntou Edgar.
            -Trazer Lúcifer de volta a Terra. –Respondeu Ruan. –Ele fez o que chamamos de grande rito, Sacrificou pessoas inocentes para obter energia o suficiente para fundi com o poder da ultima lua de sangue e assim abrir as portas do inferno.
            -Elion como você pode esconder isso da gente? –Perguntou Rapha.
            -Ele queria apenas protege-los. –Disse o Mestre dos Brinquedos se aproximando. –Elion havia perdido seus melhores amigos, ele não suportaria perder vocês também, creio que os únicos que sabia do ocorrido foram, Natallie, Ed, Lucy e Ruan como protetor, provavelmente sentiu a mudança, euu apenas deduzir depois da sena que vir ontem.
            -De que mudança o cara de boneco falou? –Disse Edgar.
            -O plano de David havia uma falha. –Disse Elion. –A lua.
            -Lorde é o guardião do pilar da agua responsável pela essência da lua, mesmo após a traição de Elion para proteger Ed, Yue nunca ficaria contra ele, então, Elion sentiu a dor de todas as pessoas mortas no ritual e em troca Yue permitiu que ele absolvesse a energia de todas elas. –Disse Ruan.
            -E como eu não poderia ficar com essa energia negra para mim, a usei em outro rito...
            -Não me diga que. –Disse Rapha tentando se levantar sendo impedida por Edgar.
            -Sim. –Disse o mestre dos brinquedos. –Ele tentou trazer o amigo dele, o tal de Lucas de volta a vida.
            -Mas isso foi de mais até mesmo para mim. –Disse Elion de cabeça baixa. –Não se pode trazer de volta a vida alguém que já está morto, isso é um tabu proibido, até mesmo para mim, que já fui chamado de amigo do Senhor. Mas ele havia morrido por minha culpa, se ele não tivesse me conhecido ele não teria morrido, então eu alterei os fios do Destino fazendo com que Lucas nunca tivesse nascido, e em vez de seu espirito nascer em um garoto em Londres com o nome de Lucas o fiz nascer em São Paulo, com o nome de Victor Alexander.
            -Vocês deveriam ter visto a cara dele quando ele conheceu Victory Alexander, os nomes são um pouco parecidos. –Disse Ed acordando com um sorriso no rosto.
            -Ed. –Disse Elion sorrindo.
            -Elion. –Disse Gui chamando sua atenção. –Mas Brincar de deus e alterar os fios traçados por ELE (com ELE aqui Gui se referi ao Deus que ele serve.) não requer magia negra, branca ou das trevas, e sim magia divina.
            -Que foi o que ele usou inconscientemente. –Disse Ruan. –Após usar uma enorme quantidade de poder celestial, Elion acabou desmaiando e dormindo, ao acordar ele viu que sua magia havia funcionado, mas como nada vem com um preço, ele foi obrigado a carregar as lembranças de uma amizade nunca vivida e foi proibido pela natureza e se aproximar de Lucas novamente que nesse caso de Victor Alexander.
            -Mas isso não foi tudo. –Disse o Mestre dos Brinquedos.
            -Não. –Disse Elion dando um peteleco na testa de Ed. –Após acordar eu vir que minha magia havia funcionado, porem ela não foi feita com a energia das pessoas sacrificadas e sim com a minha, a energia deveria se fundir com a energia da lua de sangue, como isso não aconteceu, ela se fundiu com meu sangue, como sou uma duplicata de Lorde, meu sangue tem a energia de uma lua cheia, ao menos deveria ter, mas como também sou guardião da essência de Yue, meu sangue se tonará mais poderoso.
            -Obtendo assim a energia de uma lua de sangue. –Disse Rapha pensativa.
            -Não apenas uma lua, mas uma quantidade infinita de luas. –Complementou Ruan.
            -Meu sangue se tornou assim a chave para abrir as portas do inferno.
            -E o pior é que, David sabe. –Disse Ruan de forma seria.
            Elion se levantou e disse.
            -Mas algo não está certo, ontem David e Christopher falaram comigo com o intuito de me proteger, eles sabiam do ataque que seria feito por aquele clã.
            -Talvez seja pelo fato de ele querer trazer Lúcifer de volta e só ele. –Disse Ruan.
            -Ou talvez. –Disse Elion pensativo. –Ele saiba de algo que não sabemos, afinal de contas tirando nosso Lorde original, David Huhlvan é a pessoa mais inteligente da história. –Após pensar um pouco ele disse. –Não ouve falha no plano dele, ele sabia que eu sou o dono da essência da lua, da mesma forma que ele é o dono da essência do Sol, ele sabia que o grande rito não funcionaria, com também previu que meu sangue se fundiria com todo aquele poder, isso explica ele não deixar outros bruxos tentar pegar meu sangue, somente ele sabe como fazer o rito.
            -Elion, preciso que você vá comigo a u lugar. –Disse o garoto lobo.
            -De forma alguma. –Disse Rapha empurrando Edgar e se levantando. –Se o que vocês acabaram de falar é verdade, Elion não sairá do subterrâneo até que esse tal de David seja preso nas masmorras.
            -Me desculpa loirinha, mas eu vim até aqui atrás de Elion, e não vejo ninguém nessas ruinas que seja capaz de me parar, ou você está afim de lutar comigo para me impedir.
            Rapha havia se lembrado da maneira que o garoto havia aberto a porta e não disse mais nada, apenas o encarou em silencio.
            -Foi o que pensei. –Disse Ruan segurando na mão de Elion o puxando. –Agora vamos.
            -Mas? –Ele tentou dizer alguma coisa quando o garoto lobo voltou a falar.
            -Não se preocupe Ed já está bem melhor, e ele já é adulto, sabe se virar sozinho.
            Após saírem pela entrada principal. Ruan encarou a porta fechada e a transmutou em um pedaço solido de diamante a fundido com a parede.
            -Pronto, agora nem eu posso abrir essa porta. –Disse ele a chutando com toda força que tinha. –E diferente da magia daquela loirinha, a minha não é tão fraca. –Ruan se abaixou e após corta o dedo ele fez uma lua minguante no chão com seu sangue, juntou as palmas das mãos a fazendo cair sobre o símbolo em seguida, uma luz tomou conta da lua desenhada e um enorme lobo surgiu por trás do garoto.
Johan se levantou e após encarar a enorme criatura ele disse, proteja esse lugar e se alguém não autorizado se aproximar, o devore.
Ruan voltou a segurar o braço de Elion e disse.
-Agora vamos, preciso tomar um sorvete.



II
            -Diga-me Elion, tem algo melhor que tomar sorvete ao som de Chopin?
            Os garotos haviam ido até um pequeno estabelecimento, onde dando uma boa gorjeta a garçonete colocava a musica de seu agrado para tocar.
            Ruan estava se empanturrando de sorvete quando Elion lhe respondeu.
            -Tem. Fazer sexo ao som de Bon Jovi.
            -Como?
            -Nada, eu só perguntei se você podia tomar sorvete, achei que você tivesse tolerância a lactose.
            -E tenho, mas essa belezura aqui não tem leite.
            -Seiiii.
Elion observou o seu redor, aquele lugar poderia ser pequeno e simples, mas era único, mesmo viajando o mundo ele nunca encontrou nada parecido.
-Elion? –Disse o garoto chamando a atenção do mais velho.
-Sim?
-É impressão minha, ou todo mundo tá nos olhando.
-Não, quer isso, deve ser pelo fato de você está com uma enorme pele de lobo presa no corpo.
-É pode ser isso. –Disse Johan voltando a devorar sua sobremesa.
Foi quando alguns guardas entraram cafeteria a dentro, indo em direção ao jovens bruxos.
-Senhor Elion. –Disse um homem de aparência cansada.
Elion apenas o encarou.
-Sou o ministro de defesa de Bruxelas, soube de seus feitos, nos estados Unidos, Brasil e Japão, e gostaria que trabalhasse para mim, aqui na Bélgica.
-E qual seria o porquê dessa convocação, senhor ministro?
-Uma serie de assassinatos vem acontecendo não só apenas no bairro francês, mas em todas Bruxelas, eu pensei em encarregar Swan do caso, mas como ela não está no país e como o preso dela é muito alto. –Ele lembrou do ultimo trabalho que encarregou Swan e devido a isso teve seu casamento acabado. –Se os senhores pudessem me acompanhar porei explicar todos os detalhes no carro.
Elion encarou a direção onde Ruan estava e só encontrou uma tigela vazia.
-Vamos El, o que você está esperando, faz um bom tempo que não brinco de detetive.
(brincar de detetive?) –Pensou Elion. (E quem ele está chamando de El?) –Ele suspirou fundo. (Se ele me chamar de El de novo vou manda Doby o morder).
Elion acompanhou os oficias e o garoto lobo para um dos carros estacionados em frente à pequena cafeteria.
-Nesses últimos dias umas serie de assassinatos vem acontecendo. –Disse o ministro. –Alguns filhos de milionários vem sendo assassinados de forma estranha.
-Como assim? –Perguntou Elion.
O ministro pegou algumas fotos em sua pasta e entregou ao garoto dizendo.
-Os corpos foram esfaqueados três vezes no abdome e em seguida eles tiveram a garganta cortada e as mãos deles foram presos por pregos nas paredes ou no chão, dependia do local.
Elion observou as fotos das mãos das vitimas, presas com um prego.
-Aparentemente, nosso assassino forçou uma arma de pressão carregada com pregos. –Continuou o ministro.
-A alguma ligação entre as pessoas mortas? –O de óculos voltou a perguntar.
-Não, nossa força de inteligência pesquisou tudo sobre as vitimas, mas aparentemente elas não se conheciam, nem se quer trabalharam ou estudaram no mesmo lugar, nem tiveram o mesmo funcionário.
-Qual o total de vitimas?
-Até agora foram onze.
-Doze. Senhor. –Disse um oficial.
-Como?
-Acabei de ser informada que mais uma vitima foi encontrada dentro da Cathédrale Sts-Michel.
-A Igreja de St. Michel? –Disse Elion para se mesmo.
-Iremos para lá agora. –Informou o ministro. –Senhores? –Disse ele perguntando se os garotos aceitavam o casso.
Ambos concordaram com a cabeça.
Antes de chegar a catedral Ruan perguntou.
-Elion, o caso do Japão que ele citou era aquele? –Ele disse com um sorriso.
Elion segurou o riso e disse.
-Não, eu estava no Japão andes de vir pra Bruxelas, creio que tenha sido a esse caso que ele se referiu.
-E como o senhor Kakuji Inagawa está? –Ruan não conseguiu segurar o riso.
-Bem. –Disse Elion dando uma leve risada. –Trabalhamos juntos para pegar um assassino.
-Cara, aquela noite foi louca.
-É melhor não nos lembramos dela agora, ainda me da dor de cabeça. –O de óculos disse dando mais uma leve risada.
-E o Acre? –Disse Ruan de forma sarcástica.
Elion não conseguiu mais segurar o riso e antes que pudesse dizer mais alguma coisa foi interrompido pelo ministro de segurança.
-Senhores? Chegamos.
Eles desceram do carro e foram direto para catedral.
O assassinato havia sido recente, o sangue ainda estava fresco e quente.
O corpo era de um garoto de máximo os 20 anos.
-Tem algo errado. –Disse o jovem detetive.
Elion balançou sua mão esquerda em frente ao corpo do garoto e voltou a falar.
-A energia da morte dele foi canalizada.
-Isso não quer dizer nada. –Disse o menino lobo. –Essa cidade é repleta de Energéticos, alguém poderia ter canalizado, eu particularmente teria feito o mesmo se pudesse.
Elion passou colocou os dedos sobre os lábios ao pensar e disse logo em seguida.
-Será mesmo? –Ele olhou para o mais novo e disse. –Se transforme e me diga se a algo misturado ao sangue dele.
-Como? –Disse Ruan confuso olhando entre Elion e os oficias.
-Não se preocupe, eles sabem o que somos, afinal de contas eles conhecem Swan e sabe que o preso dela é alto.
Ainda um pouco ansioso o garoto concordou e começou a se concentrar, não foi preciso completar a transformação para ele dizer aquilo que Elion esperava.
-Ervas. –Ruan disse Tampando o nariz.
ELE se abaixou passando a ponta de seu dedo indicador direito pelo sangue o levando em seguida ao nariz e respectivamente a boca.
Os olhos de Elion se abriram e todo seu corpo palpitou como se fosse a batida de um coração.
-Algum problema? –Disse um dos oficiais.
Elion ignorou sua pergunta e disse.
-Retirem os pregos da mão dele e em seguida retirem suas roupas.
-Perdão? –Disse a oficial que informou do ocorrido na catedral.
-Apenas faça, não temos tempo a perder.
Após soltar o corpo preso ao chão da igreja de St. Michel, os oficias retiram as roupas da vitima e após despi-lo Elion se aproximou terminando de colocar luvas de látex.
Primeiro Elion verificou as perfurações no abdome do garoto seguindo para sua boca, Elion a abriu e após verificara, verificou o pescoço onde o corte que levou a morte estava.
Ele analisou todo o corpo da vitima a procura de sinais ou marca, e após um tempo ele se levantou e removeu as luvas.
-Todos os corpos estavam no mesmo estado que esse?
-Sim senhor. –Respondeu a oficial.
Elion se dirigiu agora ao ministro.
-Foi encontrado algum tipo de droga nas analises deitas pelos legistas?
-Pensamos nessa hipótese, pois não se ouviram gritos das vitimas, mas os resultados deram negativos, e como não ar marca de perfuração nos corpos, descartamos a ideia.
-Eu não os culpo. –Disse ELE. –Existe alguns tipos de ervas que são impossíveis de serem detectadas no corpo humano, e só podem ser sentidos pelo olfato apurado de um animal.
-Eiiii. –Disse o garoto. –Quem você tá chamando de animal.
-E o fato de vocês não ter encontrado marca de agulha no corpo da vitima. –Continuo Elion sem da ouvidos ao outro. –Foi porque a garganta foi cortada justamente por cima da marca, não era necessário um corte tão grande para mata alguém, o corte foi feito exageradamente de proposito para esconder as evidencias. –Ele olhou para o corpo e disse. –Isso sem conta que ele era virgem.
-Foi por isso que você provou o sangue? –Ruan disse se lembrando.
-Exatamente. –Elion olhou para a oficial e perguntou. –Todas as vitimas tinha aproximadamente a mesma idade.
-Sim senhor, com diferença apenas de um ano.
-Presumo que todas as demais vitimas também eram virgens.
-Então. –O garoto com a pele de lobo tomou a palavra. –Isso não passa de uma espécie de ritual, as perfurações no estomago, foram exatamente três, e a desse cara meio que formar um triangulo.
-Alguém poderia me mostra um papa da cidade mostrando onde cada corpo foi encontrado?
Não demorou muito e um oficial entrou com um enorme mapa em mãos.
-Os lugares não forma nenhum vinculo a não ser um circulo. –Disse Johan.
-Não, preste atenção meu caro, não é um circulo e sum uma estrela, uma estrela de doze pontas. –Elion falava passando uma caneta sobre o mapa ligando os pontos formando três quadrados um por cima do outro, formando uma estrela de dose pontas.
-E o que tem aqui no meio. –Disse o garoto colocando o dedo no centro do desenho.
-Ai fica a Grand Prace, fica próximo de onde estávamos tomando o sorvete. –Disse Elion por fim.
Após verificar o relógio e ver que faltavam meia hora para o meio dia Elion disse serio ao ministro.
-Não me importa se terão trabalho ou se será uma tarefa impossível, mas evacue toda a área marcada.
Elion saiu da catedral sendo seguido pelo garoto.
-Elion, você acha que o quarto está por trás disso?
-Não, os crimes não foram perfeitos. –Disse Elion serio. –David é um gênio, se ele fosse cometer um crime, ninguém descobriria, nem se quer encontrariam os corpos. Esse crime foi feito por um amado, mas o desenho foi perfeito, talvez tenhamos que lutar com um bruxo poderoso, então preparasse.
Após 25 minutos o centro comercial e u dos pontos turísticos da cidade haviam sido totalmente evacuado, toda aquelas construções estilo barroca calçaram um efeito nostálgico no regente do mundo da magia.
-Não temos mais tempo a perder. –Disse para o garoto.
Elion bateu as mãos e disse.
-Nevoa.
-Essa é? –Disse Ruan.
-Sim, Caso tenha ainda algum humano por próximo, ele não verá o que de fato está acontecendo, e sim a ilusão de uma briga normal.
ELE agarrou o garoto e saltou em seguida, Eles foram sustentados no ar por uma luz espectral azul e após visualizar alguém no centro da praça eles caíram em direção a ela.
-Quem é você? –Perguntou o garoto de óculos.
-Eu não sou ninguém, meu senhor. –Disse um homem com o corpo todo tatuado com marcas tribais na cor preta, em seu rosto havia traços de loucura e suas vestes tinha marcas de sangue que apenas aumentava.
Ele levou uma adaga banhada em sangue que estava em suas mãos ao pescoço e antes que Elion pudesse dizer algo, ele a enfiou em seu próprio pescoço e a puxou fazendo um corte, caindo morto em seguida.
-Mas que merda. –Disse Elion.
-Não entendi. –Disse Ruan coçando a cabeça.
Uma mulher saiu entre as sombras e disse.
-Creio que tenha chegado tarde de mais, soberano do mundo da magia.
Após encara-la Elion deu as costas e disse.
-Ruan cuida disso.
Sem entender o que estava acontecendo ela disse furiosa.
-Como ousa da às costas para mim, eu sou uma nascida do clã dos bruxos da morte.
Elion parou e encarou aquela mulher nos olhos.
-E eu quem me importa, sou o regente do clã do Sol e da Lua, e sinceramente, essa investigação foi uma perda de tempo, se eu soubesse que se tratava de uma bruxa de quinta eu teria mandado Doby cuida dessa palhaçada.
-Como ousa me subestimar.
-Sabe. –Disse Elion a ignorando. –Quando eu vi os cospos e os lugares onde eles foram mortos, pensei que se tratava de alguém que de fato solbesse como usar a estrela de doze pontas, mas você não tem energia suficiente para controlar um misero pentagrama. Só me responde uma coisa, por quer vocês míseros vermes resolveram cometer suicídio me atacando? A e eu já sei que vocês estão em uma tentativa frustrada de trazer Lúcifer de volta.
-Como se eu force fala alguma coi...
Elion estalou os dedos e a bruxa começou a falar.
-Sua cabeça está em premio, todos os clãs de bruxos das trevas estão atrás de você, a rumores que até mesmo os bruxas da Alemanha e da Islândia entraram nessa disputa, não é o retorno de nosso mestre nosso principal foco e sim o que a esposa dele disse que nos daria por sua cabeça.
-A esposa dele? De Lúcifer?
-Não sabemos nada sobre ela, somente que ela lhe que morto.
-O.K. obrigado. –Elion deu as costas mais uma vez a bruxa que agora havia voltado a sua sã consciência e disse. –Ruan você poderia mata-la?
-Yes, My Lorde.
Os olhos até então verdes do garoto haviam ficados vermelhos, suas presas haviam crescidos e suas unhas se transformado em garras.
-Como se uma criança fosse capaz de me deter após eu ter absolvido a morte de doze virgens. –Antes que ela pudesse terminar de falar Ruan saltou desaparecendo no ar e reaparecendo por trás dela, e com suas garras ele começou a dilacerar o corpo da responsável pelos assassinatos.
O garoto estava indo mais rápido que o olhar daquela bruxa pudesse acompanhar, e menos de um minuto o corpo dela estava repleto de cortes de garras e de mordida jazendo no chão daquele monumento histórico.
Após provar do sangue de sua vitima o garoto disse.
-O sangue dela está impuro.



III
Filip havia acabado de carregar sua arma quando disse.
-Você está pronta meu amor.
Swan removeu seu anel e disse.
-Nunca estive tão pronta.
Após invadirem uma casa eles não encontraram ninguém apenas uma linda garota sentada encarando uma xicara de chá.
-Seja bem vinda Swan. –Disse a garotinha. –Por favor, sente-se com seu namorado, juro que não mordo.
Recolocando o anel no dedo Natallie disse.
-Achei que esse lugar fosse bem protegido, Kate.
-E é. –Respondeu a garota. –Mas como eu previ que você e Filip viriam, deu folga a todos, afinal de contas eu prefiro os meus seguranças vivos, e não mortos.
-Então se você sabia que veríamos, também sabe o porquê. –Disse Filip.
-Mas é claro meu lindo rapas, -Disse ela o encarando com seus olhos mel. –Vocês querem saber sobre a profecia dada por Rose a bruxa cega. Como foi que ela disse mesmo, a é “O Cisne Negro está à dançar, sem esperança ou proposito seu pilar ceifado será, e veja que ironia, pela própria arma o doce cisne cairá”, bem Wicca diria, dá profecias rimando.
-Aquela maldita disse que eu seria ceifada por minha própria arma, a única arma que uso é...
-Eu sei. –Disse a jovem. –Swan, eu sou uma oraculo, eu sei de tudo, e sei que você pensa que é a única que pode segurar sua foice além da morte é claro, mas ela lhe obedece e nunca iria contra você, mas você minha cara está a esquecer de um misero detalhe. –Ela disse encarando os olhos da líder dos ceifadores. –ELE também pode usufruir de seu poder inclusive se sua foice.
Natallie se levantou e mais rápido que um piscar de olhos sua foice estava empresando o pescoço da jovem oraculo.
-Swan não. –Disse Filip. –Precisamos dela.
A oraculo apenas sorriu e disse.
-Eu sei que você não me matará, um dia eu irei morrer, mas não será por suas mãos Swan, vamos guarde seu brinquedinho e sente-se.
Após ver a esquentadinha sentar Kate continuou.
-O futuro é bem imprevisível, sabe, mas a algumas coisas que chamamos de ponto fixo, e esses pontos no futuro, nunca serão alterados, não importa o que fazemos. –A garota fechou os olhos e o reabri-los eles estavam brancos. –Você de fato será ceifada lindo cisne, e ninguém poderá lhe ajudar, o senhor das trevas enfim acordará de seu sono e rompera as barreiras do inferno e acabara com toda obra divina, o segredo do mundo magico enfim será revelado ao mundo, uma guerra irá começar, todos os grandes iram cair, e aquele chamado de ELE cairá em desgraça, e todos que ele ama perecerá.
Natallie ficou pálida perante as palavras da garota e apenas se levantou segurando firme na mão de seu mais novo amado, mas antes que ela pudesse sair Kate disse.
-Têm mais uma coisa Swan, seu amado, Filip, também morrerá.






Bônus 

-Oiiiii, sou eu Doby, eu fiz um desenho de tio Ruan, hi, hi, hi, hi, eu mostrarei a vocês se me prometerem não conta pra ele, hi, hi, hi, hi, olha ele aiiii.


-E esse é o que tia Neify fez. -_- 



-O meu ficou mais bonito, né? Agora tenho que ir antes que o chato de meu pai me veja falando com vocês, tchau e se semana que vem vocês não me derem um biscoito, mordo vocês. 




J. Aeff

21 comentários:

  1. Respostas
    1. ??? kkkk, tem, só semana que vem agora kkk

      Excluir
  2. Respostas
    1. não diz isso, ele vai te morder kkkkkkkkkk

      Excluir
  3. Quem vai morder você sou eu. EU QUERO A PRÓXIMA HISTÓRIA!!!

    ResponderExcluir
  4. Nossa adorei a historia, muito ansiosa pra saber o que vai acontecer, Doby desenha muito bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz q teha gosta, agora é só esperar para vê o que irá acontecer, irei informar a Doby que você gostou do desenho dele rs

      Excluir
  5. Muito boa a história!Agora não tenho o q lê até sábado AFF kkk E Doby desenha bem kkk Doby por favor desenha a louca de minha amiga Lucy rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk, feliz q tenha gostado, vai ter q esperá kkkkk, Doby mandou dizer que só desenha se vc dê um biscoito pra ele rs :3

      Excluir
  6. Rsrs então dou o biscoito,mas. Primeiro o desenho de minha amiga Lucy 😏

    ResponderExcluir
  7. Cm assim Filip vai morrer? 😭😭😭😭 n Fran...
    Ai amei a história, toh comessando a me apaixonar por Elion!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkk, vamos esperar para vê
      fico feliz por se apaixonar por ELE kkkkkk

      Excluir
  8. O jovenzinho ai é bonito... Kkkkkk e goataria de ver um desenho de meu amado David, Doby, se vc fizer te dou um pacote de biscoitos... Kkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Doby mandou avisar que por biscoito ele ele faz um livro de desenhos somente de seu amado kkkkkkkkkk

      Excluir
  9. Amei,amei,amei muitoo...Ruan é um ótimo personagem como o protetor de ELE, *-* e a participação de Doby no final mostrando os desenhos foi incrível.Vou mostra os desenhos pra ele kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra ele quemmm???

      Este texto é uma obra de ficção. Nomes, personagens, empresas, lugares, acontecimentos e incidentes são produtos da imaginação do autor ou usados de forma ficcional. Qualquer semelhança com pessoas reais, vivas ou mortas, acontecimentos ou lugares é mera coincidência

      Excluir
  10. a historia foi boa mas porqueeeeeeeeeeeeeee
    a Swan tem que morre vou fala igual o Ed isso e coisa do capeta viu não gostei T-T

    ResponderExcluir
  11. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, rindo muito aqui, meu caro leitor, as histórias ainda promete.

    ResponderExcluir