Aviso!

Olá caro humano, seja bem-vindo ao nosso mundo sobrenatural! Se essa é sua primeira vez aqui, recomendo que comece a lê por nossa primeira história, “O Sequestro”, que pode ser facilmente encontrado se você abrir o botão da primeira geração, Detectives, que fica no menu acima. Caso você seja um de nossos fãs, tenha uma boa leitura e não esqueça de comentar, ou caso contrario, kraismos morderá todos vocês, isso se Castiel não lhe bater primeiro.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

52 - O Conselho





I
Toda imagem refletida por um espelho não passa de uma ilusão, nada mais é que uma mentira que irar lhe consumir. Os olhos de Elion estavam fixos em seu reflexo que agora estava de mãos estendidas, o espelho se desformava e aquela mão se aproximava de seu rosto.

Os olhos daquele homem estavam mortos, sem brilho, seu corpo estava imóvel até que.
-Elion. –Disse uma voz firme por trás do que se encarava no espelho.
Sua atenção foi quebrada e ele se virou para trás e encarou aquele que o chamava.
-Caleb? –Disse ele.
-Alguma coisa errada. –Disse o mais novo olhando para aparente. –Você esta olhando para o nada.
Elion se virou e encarou seu reflexo no espelho, espelho esse que estava protegido por magia, e somente aqueles com autorização poderia enxerga-lo.
-Eu estou bem. –Disse ele voltando-se ao outro. –O que desejas? Por que está aqui? Achei que tinha deixado bem claro que esse é o meu lugar.
-Desculpe-me meu senhor. –Disse Caleb fazendo uma leve reverencia. –O conselho convocou uma reunião e tanto eles quanto a Cúpula estão a sua espera.
-Estou indo. –Disse o jovem regente. –Diga-os que me esperem.
O outro fez apenas uma reverencia e saiu deixando-o sozinho.
Sem se encarar no espelho, Elion apenas o cobriu com o tecido preto e saiu da sala; as torças que a iluminava se apagaram e ela foi tomada pela escuridão.



II
Vestido com um sobretudo preto, David atravessou uma multidão de bruxos que o aguardava.
-Fico honrando com a presença de vocês. –Disse ele para os ali presentes. –Como todos sabem, um ser de grandeza superior assumiu um posto inferior, e isso vai contra as leis da natureza e do equilíbrio deste mundo.
-E você acha que trazer Lúcifer irar fazer alguma diferença? –Perguntou um deles.
O de olhos azuis o encarou e disse:
-E por que não? Lúcifer foi apenas mais uma vitima, de um deus tirano, sem conta é claro, que vocês não teria outra opção. Vocês se rebelaram contra Elion no dia da ascensão, jamais retornariam para seus braços sem pagar as devidas consequências, e com ou sem vocês, o senhor dos mundo inferior será trazido a vida, e se vocês não estiverem do meu lado, estarão contra mim, e sem a proteção de Elion, estarão mortos.
-Ameaças, é o que você nos propõe? –Disse uma velha entre a multidão.
-Não estou lhe ameaçando minha senhora, só estou afirmando que vocês precisão está de um lado, e por que não daquele escolhido pelo Sol? –O símbolo original do antigo clã do sol surgiu abaixo de seus pés, um bração dourado resplandecendo.
-Isso é impossível. –Disse alguns deles.
-Essa é a vantagem de ninguém conhecer a história dos quatro guardiões. –Disse Uma garota de cabelos cacheados para um menino de idade equivalente a sua.
Ao sorrir o garoto disse em alto tom:
-Vida longa ao novo líder do mundo da magia.
A multidão ao seu redor berraram ainda mais alto.
-Vida longa!
*
*
*
-Achei sua atuação um pouco que exagerada. –Disse Christophe.
-Fiz apenas aquilo que era necessário. –Respondeu David.
-Meu senhor. –Disse o garoto de antes fazendo uma leve reverencia.
-Alckmin. –Disse David sorrindo. –Devo lhe agradecer pela ajuda mais cedo.
Uma garota vestida de roupas pretas de couro pigarreou chamando a atenção do de olhos azuis.
David riu e disse.
-Eu não esqueci de você minha doce Bianca. Você e Alckmin terão um papel muito importante em meio a tudo isso.
-Gostaríamos de saber o que seria, meu senhor. –Disse a de cabelos cacheados.
-Vocês serão generais de nosso exercito. –Disse Christopher indo para o lado do outro guardião. –Vocês liderarão os bruxos rumo à vitória, e de uma vez por todas, colocaremos um fim, a essa geração podre que se denominam magos.



III
-Sebastian. –Disse Hugo se aproximando com uma xicara de café.
O escritório da casa do detetive estava revirado, havia papeis por todos os lados, o lugar estava mal iluminado, as únicas luzes que tonava o lugar visível, era do notebook do oficial e a luz de uma velha iluminaria.
-Você já pensou em dormir? Ou em visitar a pequena Espérer, ela está crescendo sem o pai e...
-Silencio Hugo. –Disse Sebastian. –Estou a beirar de desvendar esse caso.
-Você ainda continua insistindo nisso? Recebemos ordens dos superiores para da esse caso como encerrado.
-Não posso simplesmente deixar de lado que há um psicopata influenciando pessoas a matarem e a se suicidarem.
-Mas os Federais já assumiram o caso...
Sebastian começou a rir interrompendo as palavras do mais jovem
-Você acha mesmo que os Federais assumiram o caso? Você viu a cara do comandante ao ouvir o nome Elion Reed? O ministro em pessoa veio falar com a gente, e ordenou não trabalharmos mais nesse caso.
-Mas você com sua obsessão acabou sendo suspenso; cara não posso continua te ajudando, eu sou noivo, estou perto de me casar, não posso ser suspenso também.
-E você não vai.
-Vou, se eles descobrirem que estou trabalhando com você irei sim.
Sebastian Axat se levantou e encarou o outro.
-Não estou pedindo sua ajuda, pode ir se quiser, mas encerrarei esse caso, custe o que custar.
Sem muitas opções, Zusak colocou o café sobre a mesa e saiu, deixando seu antigo parceiro sozinho com seus pensamentos.



IV
-Isso é insanidade. –Disse Elion sentado a mesa de um restaurante ao lado dos demais membros da Cúpula.
-Não é insanidade meu senhor. –Evelyn havia tomado a palavra. –Estamos a beira de uma guerra, é normal tomamos determinadas decisões.
Após engoli mas um pedaço de seu peixe o garoto respondeu.
-Vocês realmente acham, que da inicio a terceira Guerra Mundial, só para encobri os rastos de magia nesse mundo é a melhor opção?
-Os anciões não tem poder o suficiente para criar uma neblina que dure tanto tempo, e mesmo que pudessem, na neblina não esconderia os danos causados por tamanha destruição. –Disse a colecionadora tomando um pouco de vinho do porto.
 Diferente do que todos pensam. Geralmente as bruxas se reúnem em locais públicos normalmente em restaurantes, por diversos fatores, entre eles não levantar suspeitas, algo voltado a dupla vida, (Citado por Yue na história, Elion) e até mesmo para evitar conflito, assim eles não matariam uns aos outros como já aconteceu anteriormente, quando Natallie decapitou uma bruxa.
-Mas eu... –Elion tentou argumenta e foi interrompido por Flamel.
-Você nada Elion. –Disse ele o encarando. –Para um mago de alto escalão seria fácil rastrear a fonte de uma magia, na verdade nem precisa ser muito forte, aquele amigo de Johan, Alan o mago da avareza, ele conseguiu encontrar onde cada ancorar que sustentava o feitiço de proteção da escola de Scott estava, não seria difícil para ele, ou algum dos bruxos das trevas encontrar sua localização se baseando nos rastros deixados por sua magia.
-Jovem mestre. –Disse Agatha. –O que Flamel esta tentando dizer é que entre os clãs menores que se uniram a David e os bruxos das trevas que já existiam, entre os magos que se levantaram no dia de sua ascensão, havia alguns extremamente poderosos, pertencente a velha guarda e outros notáveis da nova geração.
Elion se segurou para não se levantar e gritar com eles, mas se conteve e disse.
-Eu não vou sacrificar milhares de vidas inocentes para poupar a minha.
-Não é poupar vidas para salvar a sua. –Disse Caleb. –É apenas uma forma de amenizar a quantidade de mortos; temos que atacar os rebeldes e prender David, antes que ele traga o Caído de volta a esse plano, e todos nós, inocentes ou não pereçam, sei que não é fácil para você, não foi para nenhum de nós, mas sacrificar milhares de vidas é o preço para salvar o restante da humanidade.
-Sabemos o que você vai dizer Elion. –Flamel tomou a palavra. –Por algum motivo Yue lhe manteve escondido e escondeu de todos, inclusive se você sobre esse seu lado angelical, não sabemos ao certo o por quê...
-Apocalipse doze versículo um. –Disse Swan o interrompendo.
-Perdão? –Disse Flamel confuso.
Natallie se inclinou na cadeira e disse.
-E vir um grande sinal no céu; uma mulher vestida do sol, tendo a lua sob seus pés e uma coroa de doze estrelas sobre sua cabeça. –Após encarar os demais ela fez uma cara de debuxe e prosseguiu. –Fala serio, vocês nunca se perguntaram pro que Deus diria a Lúcifer sobre o fim de tudo? Essa merda toda é uma metáfora. Yue Foi a única mulher que governou o clã da lua, Foi vestida pelo manto e amor de seu marido líder do sol, e fez um acordo com o clã da estrela negra, o qual tinha doze membro na Cúpula. Elion é o filho dela, os pergaminhos dizem que um dragão o perseguiria, qual bruxo entre os atuais, tem um poder superior ao meu em relação ao fogo? Se me permite dizer, o Guardião do Pilar do Fogo, que aproposito quer ver Elion morto. O que nem a bíblia ou os pergaminhos dizem é o que aconteceu com a criança após receber a proteção divina. A porcaria da criança (Elion) decidiria o destino da humanidade, seria por culpa e responsabilidade dele o armageddon acontecer ou não. Yue sabia disso, por isso escondeu ele. Eu entendo o medo de vocês de não querer que Elion se envolva diretamente nessa merda, mas ele entre nós é o mais poderoso, poderia acabar com as trevas sozinho.
-Os anciões decidiram que ele não se envolveria na guerra. –Disse Almerinda.
-Eu sei a questão é q...
-Espera. –Disse Elion interrompendo Swan. –Vocês já levaram essa questão para os anciões antes de passar por mim?
-Não somente a eles, mas ao conselho também. –Respondeu Scott.
Elion se levantou de sua cadeira com fúria nos olhos e disse.
-Vocês não podem tomar decisões sem minha autorização.
Os olhos de almeidas ficaram brancos e a voz de um homem ecoou por sua boca.
-Somos mais antigos e poderosos que você garoto. Somos o concelho. Somos a verdade, nossa palavra é lei, até mesmo para o regente. Seu poder não superior o nosso, então cálice e se sente.
Serrando os dentes e os pulsos, Elion voltou a se sentar.
-Creio quer o que o conselho queira dizer, é que para sua segurança, decisões devem ser tomadas para lhe proteger. –Disse Agatha.
-Somos nós meu senhor que realmente governa o mundo, nossa segurança está em prioridade. –Disse a coreana.
-A terceira Guerra Mundial acontecerá, e a usaremos para encobrir nossos rastros e purificar esse mundo uma ultima vez. –Disse o homem que deveria ser o líder entre os espíritos, pela boca da necromante.
Elion se levantou e diss.
-O rei defende seu povo, e não o contrario, não ficarei aqui ouvindo a merda de vocês...
-Sentisse. –Disse a voz mais uma vez. –Não terminamos.
-Sim terminamos. –Respondeu Elion sem paciência. –Foda-se você e essa merda toda, eu que mando nessa porra, e se você filho da puta acha que tem poder sobre mim. Está na hora de usa-lo e me fazer sentar, caso contrario vá à merda.
 Ele começou a andar para saída do restaurante, Felipe que até então estava em silencio se levantou e começou a segui-lo, Swan fez o mesmo mais parou no meio do caminho, encarou os demais membros da Cúpula e mostrou seu dedo do meio para eles, saindo em seguida.
-Meu senhor. –Disse Felipe ficando do lado de Elion em meio a rua. –O que faremos agora.
Natallie estava do seu lado agora, junto com Thamara e Ivy o esperava escondidas foram do estabelecimento.
-Infelizmente não podemos matar David. –Disse Elion. –Ele é um dos quatro, precisamos dele para trazer o mestre de volta, e agora que mandei o conselho se foder, não podemos usar magia negra.
-Magia elementar não será o suficiente para derrotarmos um exercito e prender Huhlvan com vida. –Disse a garotinha de cabelos brancos que segurava um uso de pelúcia entre os braços.
-Felipe aprendeu a magia oculta de Lux, eu tenho o cachado do Destino e meus poderes angélicas, Swan tem a morte e o poder sobre o Tártaro, e você minha cara Ivy tem a esfera do Mago dos Cristais, se contarmos com Thamara teremos a ajuda de um homúnculo perfeito do nosso lado.
-E ainda temos Lucy. –Disse Natallie.
-Ela não se envolverá na guerra. –Disse Elion seco.
-Como? –Swan retrucou. –O poder dela é indispensável.
-Satch não permitiria que um dos seus soldados se envolvesse em uma briga que não é dele.
-Isso é loucura, Elion o ajudou uma vez...
-Só fiz isso porque o problema dele causaria danos a esse mundo, ele não nos ajudara pelo simples fato de nosso problema não causar nenhum dano ao mundo dele, sem contar que ele perdeu seus melhores soldados em sua ultima batalha, ele não arriscará perder Lucy também.
-Mas que filho da puta. –Disse Natallie histérica.
Com a voz calma Elion respondeu.
-No lugar dele, também faria o mesmo, chamais colocaria sua vida ou a de qualquer um aqui, em uma briga que não é nossa.
-Então, o que o senhor propõe? –Perguntou Ivy.
-Faremos uma equipe elite, e retomaremos o poder sobre esse mundo.
-Senhor, você propõe que passarmos por cima dos Anciões, do Conselho e da Cúpula? –Disse Thamara pensativa.
Antes que Elion respondesse, o espaço tempo ao seu redor começou a ficar distorcido, eles já não estava nas ruas de Bruxelas, estavam em lugar feito de pedras iluminados por torças.
-Seja bem vindo meu senhor. –Disse a bruxa da floresta negra que estava diante do espelho que Elion cobriu com o tecido preto, com Kate ao seu lado.
-Vocês demoraram para nos invocar. –Disse Elion com a voz seca.
-Depois que eu removi esse lugar do mundo exterior, fazer magia aqui dentro requer uma maior concentração.
-Onde estamos? –Ivy perguntou.
-Em lugar nenhum. –Natallie respondeu.
-Estamos entre as direções. Um lugar nulo entre os reinos e tempo. –Filipe respondeu.
Elion retirou seu pingente que agora estava preso em seu pulso e invocou seu báculo.
Todos ali presentes tiveram uma marca tatuada com fogo em suas mãos direitas.
-Podemos vir para esse lugar sempre que quisermos. –Ele bateu com a base do báculo três vezes no chão e disse em seguida. –Agora podemos usar magia com mais facilidade, e todo ritual feito nesse lugar, não poderá ser rastreado e nem mesmo o conselho conseguira vir aqui sem uma marca.
-Senhor, tenho uma ultima pergunta. –Disse Ivy. –O senhor me pediu para espionar os magos de cristal e batalhar com eles com tudo o que tinha, até mesmo ordenou que Swan invocasse a Fúria do tártaro para me ajudar. Qual foi o real proposito disso?
-Achei que force obvio, eu queria que eles falacem sim, e usá-los para encontra-lo.
-O Mago de Cristais? –Disse Swan.
Elion apenas sorriu em resposta.



V
-Como assim o Mago de Cristal estava em nossa escola? –Disse San quase surtando.
-Não sei ao certo, ao menos foi isso que a Cúpula disse. –Respondeu Ruan. –Mas não acredito que seja verdade, afinal de contas, não sentir nenhuma presença fora do comum, na escola.
-Temos que voltar lá procura-lo. –Disse Castiel ficando em pé.
-Não da nem se quisermos. –Respondeu Shin.
-E por quer não? –Perguntou Alan.
-A escola vai passar um período fechada, algo a ver com um aluno terrorista. –Respondeu Jiho.
-Agora mais essa. –Disse Iago revirando os olhos.
- Seja como for, vocês não estudam mais lá, com exceção do pai de Castiel que sabe sobre o mundo magico, e Pan que morava sozinha, os pais dos gêmeos e de Alan foram hipnotizados e acham que os filhos estão desde o inicio do ano fazendo intercambio.
-Como é que é? –Disse Alan surpreso.
-Cala a boca veadinho e escuta. –Disse Iago.
-Iremos treinar vocês o máximo possível. –Disse Shin.
-E por que isso agora? –Perguntou Violet.
-Elion não disse a verdade sobre o Mago dos Cristais, não sei o que ele está aprontando, mas temos que ficar mais fortes do que nunca. –Disse Shin com a voz seria.
Lance se inclinou no sofá e disse;
-Essa droga tá ficando cada vez mais complicada, quando achamos que saímos de um problema entremos em outro.
-Bem vindo a realidade. –Disse Ruan para ele. –Esse é o mundo real, e ele não passa de uma merda.



VI
-Papai. –Disse Espérer para Sebastian que havia acabado de abrir a porta.
-Pequena? O que você. –Disse ele confuso.
-Já faz meses que você não vai visitar a própria filha. –Disse a avó da criança. –Como ousa perder o aniversario dela.
-Ai. –Disse ele colocando a mão na cabeça. –O aniversario, eu esqueci completamente...
-Claro que esqueceu, a porcaria de seu trabalho é mais importante que sua própria filha. –Disse a senhora furiosa.
Sebastian se abaixou ignorando as palavras de sua mãe e disse afagando a cabeça da criança.
-Como você cresceu minha pequena. –Havia uma leve tristeza em sua voz. –Desculpa não ter ido a sua festa. –Como posso recompensá-la por isso?
Com a carinha de desconfiada e inocente ela entregou uma vizinha fechada ao pai, que ao abrir viu um pedaço de bolo de chocolate dentro.
-Eu queria fica com o senhor. –Disse ela com uma voz doce e serena.
-Obrigado pelo bolo. –Disse ele. –Papai estar trabalhando muito agora e...
A velha que estava em pé do lado de fora da casa pigarreou chamando a atenção do filho.
Sebastian respirou fundo e disse:
-Que tal fazermos assim, te levo para o parque esse fim de semana e a gente recomemora seu aniversario lá, o que você acha?
-O parque? – Disse ela baixinho.
-Isso o parque. –Repetiu ele com um sorriso.
-Está bem papai. –Disse ela o abraçando.
-Ela fica pronta as oito. –Respondeu a senhora pegando a criança pelo braço. –Se você decepcionar essa criança de novo, juro por Deus meu filho, nunca o perdoarei.
Sebastian se aproximou de sua mãe lhe dando um beijo na testa como resposta.
-Eu irei mamãe, prometo.
Ao suspirar, a senhora se retirou levando a garota em seus braços.
Ao fecha a porta Sebastian se virou dando de cara com um garoto segurando uma espada.
-Eu soube que você estava me procurando. –Disse ele.
-Elion? –Disse o detetive confuso.
Com um sorriso nos lábios o garoto de óculos se aproximou do detetive francês e mais rápido que um piscar de olhos, a espada que ele segurava se banhou em sangue e o corpo cansado daquele homem enfim descansou em paz.



J. Aeff

2 comentários:

  1. Nossa, nossa, nossa a terceira guerra mundial, o mega complô do David contra o Elion, além de descobrir que ele é filho da Yue, mdss to surtando, é muita informações bombasticas gentee to bugando amei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não faz ideia de tudo que está passando na minha cabeça, meu Deus, o bugue reina kkkk

      Excluir