Aviso!

Olá caro humano, seja bem-vindo ao nosso mundo sobrenatural! Se essa é sua primeira vez aqui, recomendo que comece a lê por nossa primeira história, “O Sequestro”, que pode ser facilmente encontrado se você abrir o botão da primeira geração, Detectives, que fica no menu acima. Caso você seja um de nossos fãs, tenha uma boa leitura e não esqueça de comentar, ou caso contrario, kraismos morderá todos vocês, isso se Castiel não lhe bater primeiro.

domingo, 10 de dezembro de 2017

65 - O poder do Cisne Negro

 



Toda essa história de vocês terem dois caminhos para seguir não passa da maior baboseira de todas. Vossos caminhos já foram traçados desde que nasceram, e não adianta fugir dele. Se você é bom ou mau, é para um proposito maior. Nem uma folha cai sem minha permissão, e nada acontece sem que eu saiba.
(O Destino)




I
Carnificina, sons de corvos se alimentando e brigando entre si. Esses pássaros negros estavam a devorar as entranhas e olhos dos moradores de toda uma pequena aldeia. O sons de moscas-varejeiras se fundição com os de corvos tocando uma horrível melodia.
O solo banhado em sangue servia de carpete para os frutos das trevas.
-Fausto? –Disse Lilith para o velho.
-Está terminado, que o despertar dos mortos comece.
Os corvos e abutres levantaram voou, mostrando espanto e terror em seus gritos.



II
-Como você pode trair seu Clã, a dignidade de sua Casa dessa forma? –Dizia Agatha aos gritos.
Toda Cúpula estava reunida em um salão gigantesco feito de pedras com uma arquitetura circular.
Cercada pelos dez integrantes da Cúpula e exatamente no meio daquela arquitetura, Samanta disse:
-Eles me enganaram, eu achei que estava a servir a senhora, e como soltado da juíza, meu dever e servi-la sem questionar.
-Chega! Como você ousa me confundir com um mero metamorfo. –A juíza disse histérica.
-Creio que devemos a sentencia a morte. –Disse Almerinda.
-Realmente o crime dela foi grave, ela teve ter infligido no mínimo umas seis leis, mas nada acontecerá a ela. –Disse Elion com uma voz serena.
Samanta o olhou com um olhar triste mas nele havia um agradecimento sincero.
-Desculpe-me senhor. –Disse Scott. –Mas não podemos permitir que ela sai ilesa dessa. Os pecados cometidos por elas foram graves, ela não infligiu apenas as leis da Cúpula, mas ela praticamente acentue o estopim de uma arma apontada para os deuses.
-Não ouse me questionar. –Elion falou dessa vez com a voz mais autoritária. –Quando as três irmãs, iniciaram praticamente uma guerra, o regente da época apenas selou os poderes delas e ampliou suas vidas, pois as habilidades que Rose e suas duas irmãs tinham, eram indispensáveis para o bem do Clã, e diferente dessa  bruxa da simbologia, Rose e suas irmãs sabiam o que estavam fazendo e pior, queriam fazer, Samanta foi usada, e não será sacrificada por isso. E ponto final.
-Mal conseguiu a regência e já dita ordens como se fosse um velho general. –Disse a Feiticeira consigo mesma.
-Como ousa falar assim dele sua piralha oriental. –Disse Swan dando um passo a frente retirando seu anel em vão.
Aquele salão foi criado após Natallie decapitar uma das integrantes da Cúpula, e como medida de segurança, sempre que os membros se reúnem lá, um selo envolvem seu pulso esquerdo, contendo seus poderes.
-Swan, não. –Disse Felipe colocando seu braço a frente da garota.
-Obrigado Lipe. –Disse Elion voltando sua atenção para a feiticeira. –Se você acha minha maneira de liderar errada, então me desafie, lute comigo, caso você ganhe a regência é sua, mas se caso resolva lutar comigo sugiro que não pisque, porque assim que o fizer, arranco sua cabeça com minhas unhas piranha oriental.
-Esse é meu garoto. –Disse Swan sorrindo.
-Calma meu senhor. –Disse a feiticeira dando um passo para traz. –Não quero está em seu lugar, e não estou a questionar suas decisões. –Está sim. –só quero que o senhor pense com mais calma, não quero que tome uma decisão precipitada e...
-Cale a boca. –Disse Flamel. –Nosso senhor está certo, tirando o antigo líder da Casa de Simbologia, só restam mais três magos dessa casa, e um desses três mal sabe meditar direito. Samanta é uma maga rara e única e diferente de Klaus Sattler ela é confiável.
As gigantes portas de madeira se abriram e suas criaturas encapuzadas passaram em meio a elas.
-O que aconteceu? Perguntou Evelyn.
Como os membros da cúpula tinham os poderes limitados dentro daquele salão, apenas pessoas autorizadas podiam entrar ali, e a julgar pelas vestes se tratavam dos dois aprendizes da bruxa de fogo.
Ignorando o que sua mestre havia perguntado, eles se dirigiram a Elion e falaram ao se aproximar:
-Conflueverant caelesti. –Uma rachada de luz surgiu aos pés de Elion e correntes brotaram entre o piso de pedra e se fundiram em sua carne.
Gritando sendo tomado pela dor, Elion ficou com os olhos brancos, virou sua cabeça de lado e abriu sua boca algumas vezes ficando inconsciente logo em seguida.
Swan sacou uma adaga de dentro de suas botas e avançou em cima dos dois magos encapuzados que sumiram em meio a uma luz branca.
-Que porra foi essa Evelyn? –Disse a garota de cabelos negros aos berros.
-Eu não sei. –Disse a ruiva confusa.
Ceifadores entraram no salão e um deles disse:
-Swan, venha com  a gente, sua vida corre perigo.
-Como é? –Disse a garota. –O mundo corre perigo, nosso regente foi sequestrado.
-O quê? –Disse um outro ceifador. –Encontramos os aprendizes da senhora da Combustão mortos, viemos o mais rápido, achamos que algo poderia acontecer a senhora, mas ao Lorde? Por essa eu não esperava.
Samanta correu até onde Elion estava e disse retirando uma das pedras do piso:
-Seja quem for que fez isso, esteve aqui antes, eles fizeram um símbolo de selamento divino.
-E para entrar aqui em meio a uma reunião, significa que a entrada deles foram permitidas por um de nós. –Disse Felipe caminhando até onde Elion estava.
-Eles falaram correntes celestial. –Disse Flamel. –Esse é um dos feitiços, banidos por Abraão, o mago original. Deus o proibiu de manusear tal magia pós ela era capaz de ferir e prender um anjo ou criatura semelhante.
-E apenas um mago nascido na mesma época saberia tal feitiço. –Disse Felipe.
-Lilith. –Completou Swan.



III
-Para quem é considerado o todo poderoso do mundo da magia, até que não foi difícil violar as defesas e capitular Ele. –Disse Bianca. –Nós estamos de parabéns. –Ela falou para Alckmin que acabara de retirar o capuz que escondiam seus rostos. –Para bruxos modernos até que nós aprendemos rápido uma magia tão antiga feito essa. –Ela segurou o rosto “inconsciente” de Elion e o observou bem, zombando em seguida.
-Claro, com a marca que Lilith nos deu, sinto meus poderes no mínimo dez vezes mais forte, esse ai não esperava ser pego por uma magia tão antiga e poderosa, agora vamos, temos que informar ao nosso se-nhor que capturamos Ele, creio que nosso mestre queira retirar o sangue pessoalmente dele, e terminar o rido que começou a algum tempo. –Disse ele por fim andando até a saída.
Ao saírem, Elion encarou a direção para onde eles foram com seus olhos agora azuis, mas antes que pudesse fazer algo, foi impedido.
Uma garota de salto alto fino e de vestes claras surgiu próximo a onde ele estava com o dedo indicador em frente a sua boca o indicado silencio.
Elion estava preso a cima de um símbolo antigo desenhando sobre o piso, haviam correntes presas aso seus tornozelos, pulsos, pescoço e fundida ao seu obro e ossos da costela e coluna.
-Você é um ótimo ator sabia. –Disse a garota de longos cabelos castanhos e olhos azuis celestes. –Essa prisão onde Lilith lhe colocou não tem poder o suficiente para te prender, não agora que você tem todas as lembras de sua antiga vida nos céus recuperadas.
-Há quanto tempo. –Disse Elion com um sorriso sincero no rosto. –Já faz doze anos desde a ultima vez que nos vimos.
-Desculpe-me maninho, estava a serviço do Pai, não tive mais tempo para conversar com você, mas se serve de consolo, estava com saudades.
Elion colocou forças em uma das correntes que prendia seu pulso, mas antes que pudesse arrebenta-la foi impedido pela garota.
-Não, ainda não. –Disse ela. –É por isso que estou aqui depois de todo esse tempo, o time Huhlvan deu inicio a um grande rito, Fausto usou o pouco da essência que Lilith roubou do Membro da família Imperial para fazer uma invocação em massa de zumbis.
-Necromancia? –Disse Elion. –Espere, Lincy é um...
-Sim, ele é. –Respondeu a garota. –Mas não é isso que vem ao caso agora, se você quebrar essas correntes, eles vão saber e iram recuar, repensando em como melhorar seus planos, porem se o mal queimar pela raiz hoje, eles ficaram encurralados e agiram sem pensar, fracassando desta forma.
-E como deterei os planos deles aqui, acorrentado? –Questionou Elion.
-Ora maninho, você foi o anjo que mais esteve na parecença do Pai, deveria confiar mais nos planos Dele, afinal para quer ele lhe deu amigos tão poderosos, confie neles, tenho certeza que eles já estão fazendo algo a respeito, agora aproveite esse tempo para pensar qual é o plano de Huhlvan e o impeça antes que seja tarde.
-Claro, afinal de contas, a fé é o que importa.
-Espero que você não esteja a blasfemar. –Disse a garota o encarando.
-Claro que não. –Elion disse sorrindo.
-Então o deixo agora maninho, boa sorte.
-Rafael espere. –Disse Elion para a garota. –Obrigado por ter vindo.
Sorrindo ela desapareceu no ar, como se nunca estivesse ali, e nada daquilo passasse da imaginação do mago.



IV
-Preparem-se. –Disse Agatha a seus cães. –Iremos resgatar nosso lorde.
-Por favor. –Disse Swan. –Nós poupe dessa seninha que você e o restante da Cúpula se importa com Elion, pegue seus cãezinhos e faça algo de útil, como por exemplo descobrir quem deixou os vermes que servem a Huhlvan entrar no salão, eu e meu time já cuidamos de David antes e cuidaremos dele novamente.
-Não seja tola Swan. –Disse Caleb. –Antes as forças que estavam com o Guardião do Fogo eram bens mais inferiores que as atuais.
-Han... –Disse Swan em resposta. –Se o time Huhlvan ficou mais forte, saiba que o meu também. –Lincy surgiu em meio as sobras ao lado de Violet, Castiel, Lance e Alan. –Felipe, dessa vez eu quero que você  fique e cuida da investigação aqui, creio que não será necessário incluir o time Elion na missão.
Sem falar nada, o Mestre dos Brinquedos apenas concordou com a cabeça.
-Swan, espere. –Disse Flamel. –David e Christopher podem usar seus poderes por completos, e pelo que eu vir, Lilith deu mais poder aos servos de Huhlvan, não será tão fácil derrota-los sem seu total poder.
-E quem disse que não vou poder usar meu poder em total plenitude? –Os olhos de Swan ficaram amarelos, e uma forte quantidade de energia surgiu ao seu redor, mudando suas vestes. Com os olhos amarelos e vestida como a um espectro, Swan empulhava em sua mão sua foice. A morte surgiu diante todos e os mesmos viram a garota a ceifando e a devorando, mudando mais uma vez suas vestes, que agora ficaram mais leves, como se fosse sombras solidas, seu olho amarelo ficou com traços avermelhados e seus cabelos ficaram mais longos e negros e por um breve momento pode ser visto em suas costas as longas asas negras que pertencem a Morte. –Contemplem a senhora da morte e Guardiã do Pilar da Terra.
-Como? –Falou a Feiticeira Joseon surpresa.
-Elion. –Disse Samanta. –Antes dele desaparecer, ele abriu algumas vezes sua boca, no momento eu achei que ele tentava lutar contra aquele feitiço, mas na verdade ele autorizou Swan a usar o Pilar.
Swan apenas sorriu em resposta olhando em seguida para Lincy, desaparecendo logo após junto com seu grupo.
No alto da torre do palácio de Avalon Lincy olhou o vasto verde que seguia muito além das montanhas e disse:
-Eles não estão mais nesse reino.
-Não achei que eles estivessem aqui ainda, seria no mínimo idiotice.
-Então o que estamos a fazer aqui? -Perguntou Lance.
-Simples. –Swan respondeu. –Nessa Terra nossos poderes se ampliam um pouco mais, David estará em algum lugar onde nós não iremos conseguir chegar através de teletransporte, então, iremos fazer uma varredura em todo o planeta, e o lugar onde não conseguiremos ir, será o lugar onde ele estará.
-Faz sentindo. –Disse Lincy. –Não, pera. Eu vou esgotar toda a minha magia tentando fazer isso.
-Não se você usar o meu poder. –Disse Ruan caminhado até o grupo ao lado da homúnculo. –Sou o Protetor, tenho em torno de vinte por cento do poder do lorde original, será mais que o suficiente para fazer tamanha façanha.
-Mas desse jeito, será você quem ficará sem energia. –Lincy o advertiu.
-Mesmo usando a energia da estrela negra, Swan não pode abusar desse poder, então Ruan é a melhor opção, e em relação a ajudar vocês na grande luta, é por isso que estou aqui, afinal de contas fui criada para ser a guarda costas de Elion, não? –Disse Thamara em um tom confiante.
 Lincy caminhou até Johan e com sua unha fez um corte horizontal em sua testa, fazendo um pouco de sangue escorrer de lá, colocando a palma de sua mão esquerda sobre o ferimento, Lincy absolveu toda energia que o protetor cogitava. Ficando com os olhos brancos, Ruan caiu de joelhos sobre o chão, desmaiando em seguida.
-Essa foi rápida. –Disse Alan surpreso.
Fechando os olhos, Lincy se concentrou e por um curto momento ele viu todo território mundial passando por seus olhos dizendo em seguida:
-Acho que os encontrei.
-Mas já? –Questionou Thamara.
-Não é tão difícil encontrar um lugar com meus olhos, afinal são os olhos de Lincy não? –O garoto falou de si mesmo na terceira pessoa.
Uma sombra envolveu a todos os levando para o meio do nada.
-Swan. –Disse Alan vendo algo invisível a sua frente.
-Eu já sei, foi por isso que foi fácil Lincy encontrar esse lugar.
Cainhando um pouco Natallie estendeu sua mão que foi repelido por uma enorme barreira que surgiu em meio ao nada.
-Não será fácil, mas posso tentar absolver a barreira até ela enfraquecer e conseguirmos passar. –Falou Violet.
-Não precisa. –Disse Swan a encarando com seus olhos amarelos avermelhados. –Se afastem todos. –Ordenou ela.
Os jovens saltaram para trás tomando distancia. O Cisne Negro começou a girar sua foice usando seus dedos e ao parar com aqueles movimentos quase que acrobáticos ela se jogou em cima da barreira a atingido com sua arma com toda força, o escudo ficou mais uma vez visível, porém não por muito tempo, pois a garota de olhos amarelos o havia acabado de ceifa-lo.
-Merda. –Disse Luxuria. –Me lembre de nunca deixa-la com raiva. –Os demais concordaram com a cabeça e junto de Lance caminharam seguindo a ceifadora.
-Porra. –Disse Swan.
-Esse lugar fede. –Violet disse de forma retorica.
-Seja o que for. –Castiel tomou enfim a palavra. –Temos que impedir os planos deles.
-Não será tão fácil assim. –Disse Fausto se aproximando. –Fico surpreso que uma garota como você tenha tamanho poder para quebrar a barreira feita por Lilith.
-Ela não era tão forte assim. –Disse Swan se inclinado colocando a foice para traz, pronta para da um bote e atacar. –Se preparem. –Disse a de cabelos negros. Os demais de seu grupo ficaram em Guarda. –Tomem cuidado, não faço ideia de quem esse ai é, mas seja quem for não fui com a cara da energia dele. –Colocando força nos pés ela se jogou pra cima dele.
Com um sorriso cínico Fausto saltou para trás e nesse momento vários mortos vivos surgiram.
-Merda. –Disse a Ceifadora cortando os corpos das criaturas no meio e saltando de volta para trás. –Ele usa necromancia, não tem como eu ceifar essas porras, afinal as almas deles já foram beijadas pela Morte.
-E você vem falar isso agora? –Disse Violet parando se sugar a energia deles. –Eles tem um gosto horrível.
-Lance? –Disse Swan.
-Entendido. –Respondeu ele começando a sugar o ar para dentro de si o expelindo na forma de chamas em seguida.
Vendo onde Swan queria chegar, Alan se concentro e começou a fazer o mesmo.
-Se não houver copos, não tem como ele manipular as almas deles. Esperto Swan. –Disse Lincy.
Sorrindo Swan apenas começou atacar fogo em tudo ao seu redor.
Rindo Fausto apenas disse:
-Como se eu já não houvesse pensado nisso antes.
Parando de cuspir fogo e de atirá-lo pelas mãos, os três observaram os corpos intactos, caminhado até eles em meio as chamas.
-Que porra é essa meu irmão? –Disse Swan espantada.
-Meu nome é Fausto, creio que você já tenha ouvido falar de mim.
-Que bosta. –Disse Lincy o encarando.
-Vejo que o rapazinho de capuz fez a lição de casa. David já falou de cada um aqui, e me preparei para vocês, ou vocês acharam que entraria pela barreira e resgatariam o regente com tanta facilidade? Espero que não tenham pensado nisso.
Revirando os olhos Castiel disse:
-Para um velho você fala de mais. Swan, para parar a necromancia só precisamos nos livrar dos copos não é mesmo?
-Isso ou derrotar o mago que os controla. –Respondeu a outra.
-O.K. deixa comigo. –Respondeu Castiel.
Rindo Falto disse:
-Não será tão fácil assim minha jovem, chamas não vão...
Castiel retirou sua pedra do pescoço e a engoliu, sendo envolvida por um manto vermelho que assumiu a forma de um demônio gigantesco.
-Caralho, ela tem um Susanoo. –Disse Lincy (Nota – Susanoo é um poder usado por personagens de um clã do anime favorito de Lincy).
Controlando aquele demônio Castiel começou a agarrar os corpos andantes e os “engolindo” em seguida. Os corpos começaram a ser absolvidos pelo demônio vermelho que cogitava a garota em seu centro.
-Por essa não fui informado. –Disse o bruxo das trevas.
Fausto saltou para trás desviado da foice de Swan que quase o atingiu.
-Fasto não é? Prazer eu sou Swan porra. –A garota girou sua arma, atacando mais uma vez o velho a sua frente que dessa vez foi atingido por um boneco de metal.
O contado da foice de Swan com o metal do boneco fizeram faíscas se espalharem pelo ar, os olhos de Swan estavam mais rápidos que de costume tudo ao seu redor estava lendo, a garota podia ver tudo com clareza e precisão.
Saltando para trás ela disse:
-Você também consegue controla objetos inanimados?
-Por acaso também domino alquimia com precisão. –Respondeu o outro.
Bufando a garota disse:
-Você acha que esse boneco será capas de te proteger de mim? Na minha forma atual? Nem o Mestre dos Brinquedos seria páreo para mim.
-Creio que um boneco só não der de conta, mas três sirva para o gasto. –Disse ele fazendo mais dois bonecos brindados surgirem por trás dele.
-Eu e minha boca. –Disse Swan girando a foice entre seus dedos a segurando firme em seguida.
-Ora, ora, o que temos aqui. Vermes? –Disse Bianca se aproximando.
Antes que Lincy a atacasse foi alertado pela voz do demônio em sua cabeça.
-Pessoal. Parece que Lilith deu a esses dois algum tipo de poder diabólico, eles estão bem mais fortes que antes.
.-Mais fortes é? –Disse Alckmin. –Nós dois fomos capazes de captura o regente do mundo da magia, mais fortes não nos define, Creio que indestrutibilidade seja a palavra.
-Conseguiram capturar é? Duvido muito disse. –Thamara falou tomando a afrente. –Eu cuido da vadia de cabelos cachados, vocês pegam a bicha  indestrutível.
Faixas de tecidos começaram a sai do casco da homúnculo e com laminas de espadas cortaram o ar na direção da de cabelos cacheados que havia ficado com os olhos negros, agarrando as faixas em seguida.
-Vadia ah? Mostrar-lhe-ei quem é vadia aqui. –Ela avanço para cima de Thamara enfiando sua mão no peito dela, fazendo sangue ser cuspido pela mesma. –Você fala demais garota. –Disse Bianca Olhando os olhos da outra que agora estavam vazios e para o sangue que escorria da boca dela.
Sendo surpreendia pelo sorriso que se formou no rosto de Thamara, Bianca tentou se afastar dela, porem a homúnculo segurou no braço da outra.
-Você é uma idiota, sou uma homúnculo. E meu criador não me deu um coração –Disse Thamara admirando a cara de espanto da garota. –Eu sabia que minhas faixas eram lentas de mais para te agarrar em combate, e sabia também que você era forte, a Cúpula foi informada do corpo do Héracles, a bicha do Alckmin não teria força para rasgar a pele de pedra dele e o decapitar.
-A força não é minha única habilidade. –Antes que ela pudesse cuspir sua gosma infernal na homúnculo disse:
-Lincy.
O emo loiro que lutava contra alguns zumbis olhou para a outra e entendendo onde ela queria chegar, envolveu as tuas com suas sombras e ambas desapareceram, reaparecendo a quilômetros acima das nuvens. Chegando a Mesosfera.
Sentindo seu corpo congelar, Bianca tenta mais uma vez se soltar, porem as faixas da homúnculo já havia começado a envolver seu corpo, as duas começaram a cair, despencando em alta velocidade, as faixar de Thamara já havia coberto todo o corpo da outra, quando elas passaram pelas nuvens, sentindo ar cortando suas peles, o medo apenas aumentava nos olhos da de cabelos cacheado a medida que a velocidade da queda apenas acelerava.
-Vocês está louca, vamos morrer. –Disse Bianca tentando controlar seus pensamentos ao se comunicar telepaticamente com a outra.
-Não, não vamos, você é que vai, afinal de contas não sou humana, por tanto não chego a ter uma vida de verdade.
Com os olhos queimando, a de cabelos cacheados apenas tentou conter as lagrimas que escorria, ao ver a terra se aproximando, foi quando tudo escureceu e a terra foi abalada pelo empaqueto e o ar invadido pelo som estridente da queda.
A terra ao redor do empaqueto foi coberta por sengue e restos de membro do corpo humano, o que era a mão, da garota havia sido dividido em pedaços, e o mesmo aconteceu com todo o resto, tonando assim identificar o que era o quê. Misturado aos restos mortais haviam farrapos de tecidos que começaram a se mover, se juntando em uma bola de trapos de onde a homúnculo ressurgiu.
-O que você fez com ela maldita. –Disse Alckmin voando para cima da garota com os olhos queimando de raiva.
Um símbolo brilhou sobre o chão e sendo tomado por uma luz azul platinada o jovem reencarnação da deusa Amonet ficou preso a simbologia.
-Essa palhaçada já foi longe de mais. –Disse Agatha surgindo ao lado de Samanta que havia conjurado o símbolo e seus demais soldados. –Alckmin, reencarnação da bruxa egípcia Amonet, eu juíza do mundo da magia, lhe retiro a nomeação de deus, e lhe condeno a queimar na fogueira.
-Quê??? –Disse todos do time Swan em uni som.
-Ela tá falando serio? –Perguntou Alan incrédulo. -E ela tem tanto poder para tirar o titulo de deus de alguém?
-Ela é a Agatha, claro que está e pode. -Respondeu Thamara.
Um dos soldados envolveu o corpo de Alckmin com o que parecia ser cordas feitas de energia pura e após Samanta desfazer o circulo de energia o corpo do garoto que lá estava preso começou a ser arrastado pelo chão.
-Samanta. –Disse Agatha Com sua voz fria. –Neutralize a magia que impede esses cadáveres podres de queimar.
-Sim minha senhora. –Disse a garota batendo uma palma de leve. –Pronto.
-Quê??? –Os garotos voltaram a falar em uni som.
-Evelyn? –A velha disse para a outra membra da Cúpula.
Essa por sua vez se aproximou com um sorriso irônico e disse estalando os dedos:
-Combustão. –Todos os ressuscitados a parti da necromancia foram queimados de uma única vez.
Olhando em direção ao nada, provavelmente o lugar onde Swan estava a lutar, Agatha disse:
-É melhor imos, Swan vai usar o poder do Cisne Negro agora. –Os soldados de Agatha e Evelyn concordaram com  cabeça sendo cercados por sombras e desaparecendo em seguida.
-Pessoal. –Disse Alan apontando para o nada. –É melhor irmos também, a onda de energia que eu estou a ver não me cheira muito bem.
Lincy encarou na direção onde o garoto estava a apontar e concordando com a cabeça disse:
-Tenho que concordar com você Ganancia.
-É Avareza. –Ele respondeu.
-Tanto faz, da no mesmo, agora vamos. –Eles foram cobertos por sobras e desapareceram igual a Agatha e seus submissos.
-Espera, cadê a Castiel? –Perguntou Alan ao chegarem a casa de Felipe.
-Droga, vou atrás dela. –Disse Lincy desaparecendo em seguida.
Swan estava coberta por uma onda de energia surfando em cima de sua foice quando juntou as mãos as erguendo na direção de Fausto que agora só tinha dois bonecos, o outra estava ao longe feito em pedaços.
Uma torre gigantesca de terra se ergueu e após gritar Swan a ergueu usando energia bruta.
Por mais irônico e insano que isso pareça, Natallie realmente estava pairando no ar montada em uma foice com uma mão erguida junto com dois dedos e uma torre de no mínimo um quilometro e meio acima de sua cabeça pairando sobre o ar.
-Que porra é essa? Isso não pode ser magia, é impossível.
-Ignis inferni. –Gritou Swan fazendo a torre de terra a cima de sua cabeça queimar. –Morte, eu a conjuro. –Gelo e energia ceifadora se misturou ao fogo que envolvia o pilar de terra. –Morraaa... –Gritou a garota por fim descendo uma mão em direção ao mago a sua frente.
A torre desceu com tudo em direção ao chão, e naquele momento não havia para onde fugir. Quando aquela mistura de poder tocou o solo levou tudo ao seu redor consigo, e semelhante a uma bomba atômica, uma bola de energia e fogo se expandiu por todo lugar, cobrindo uma areá de quilômetros quadrado.
-Porra. –Disse Castiel ao longe vendo a energia se aproximar em alta velocidade dela, quando ela começou a tentar se cobrir com o manto do demônio, Lincy a segurou e a tirou de lá.
Ao ser atingida pela energia, o corpo de Swan começou a queimar mostrando os nervos e parte dos ossos, mas a media que sue corpo era destruído a energia da estrela negra, joia milenar que acompanha o poder do Pilar da Terra, a curava.
Ofegante Swan caio sobre o chão, suas roupas haviam voltado ao normal e seus olhos agora estavam na mistura de verde e dourado, as cores habituais.
-Você quase consegue conseguiu garota, assumo que essa foi por pouco.
-Mas como? –Natallie disse confusa, mas tudo se encaixou ao ver Lilith e Christopher próximo a Faustos.
O Guardião do ar estava levemente machucado e ofegante. Lilith havia criado uma barreira ao redor de Fausto e Christopher usou o poder interdimensional para levar a energia ao redor da barreira para um outro lugar.
-Se eu fosse você se renderia Swan. –Disse Christopher. –Você não pode usar o poder de seu pilar sem uma nova autorização de Elion, e você tem um certo limite em relação a magia do fogo e creio que levará um tempo para você usar o poder de ceifadora... -Christopher foi interrompido quando a garota movimentou sua arma rasgando o ar ao seu redor, atirando sobre ele uma lamina de vendo. –Eita. –Disse o garoto. –Quando foi que você aprendeu a usar magia do vento.
Sem responder nada, Swan apenas começou a dançar, pulando de um lado para o outro rasgando o ar com a lamina da foice gerando varias laminas de vento que iam para cima dos três magos.
Se teletransportando para trás dos outros dois, e agarrando suas vestimentas os levou para algum outro lugar.
Parando de se movimentar e em meio a cortina de poeira que havia se formado ao seu redor, Swan transformou sua foice de volta em anel e apos se concentrar ela começou a andar para além de toda aquela destruição avistando em meio ao que sobrou de uma floresta uma velha cabana de madeira. Logo ao passar pela porta ela encontrou quem estava a procurar.
-Elion. –Disse ela. –Merda, essas correntes estão fundidas a seus ossos, terei que pedi ajuda a Flamel.
-Relaxa. –Disse o outro. –Pilar da Água. –Seus olhos ficaram azuis e em seguida seu corpo se desfez em uma possa de água se refazendo novamente.
Com o olhar serio Swan se aproximou do outro e acertou sua cabeça com um cascudo.
-Porra, por que você não saiu dai antes, já que era tão fácil assim?
-Por que eu estava recolhendo informações. –Disse o outro com a mão na cabeça e lagrimas nos olhos. -David só precisava de meu sangue para trazer Lúcifer de volta, mas mesmo assim ele não veio até mim, estão fiquei meditando tentando encontrar a energia dele, porém nada aconteceu.
-Isso porque ele não está aqui, creio que os generais deles foram mortos antes de informa-lo onde você está. Logo após te trazerem aqui, creio que eles se encontraram com um tal de Fausto que dizimou uma aldeia próximo daqui, eu cheguei pouco tempo depois que você foi capturado.
-Creio que isso faça mais sentido. –Disse Elion por fim
-E no que você havia pensado? –Questionou Swan.
-Que Lilith havia passado a perna nele e usurpado o poder e que ela não pegou meu sangue porque não sabia sobe ele.
-Nossa, você viajou total.
Acho que sim. –Desse Elion por fim sorrindo abraçando a amiga.



V
Em meio ao nada e preso a uma estaca de madeira cercado por lenha Alckmin disse:
-Se vocês acham que meu senhor vai permitir que vocês me queimem vivo, estão bastante enganados, ele virar me salvar, ele prometeu que me protegeria e disse que me amava, ele me amou as escondidas daquele Guardião de Ar de merda, vocês vão se ver com ele por tem ousado me machucar.
-Coitado, mais uma alma iludida. –Disse Evelyn batendo de leve na testa dele. –Pronta Agatha, o sangue dele está mais inflamável que gasolina, quando quiser.
-Alckmin, devido os seus pecados e o crime de se rebelar contra Elion Reed, nosso lorde atual, eu Juíza do mundo da magia, o sentencio a morte na fogueira, que sua alma queime aqui e no inferno em nome de Elion Reed e da sacra Cúpula. –A velha lançou um isqueiro aceso sobre o altar onde o outro se encontrava fazendo a lenha e o corpo do garoto queimar.
Agatha, Evelyn e o soldados, apreciaram os sons de gritos que tomou todo ambiente, e admiraram a fumaça negra que se erguia para os céus, e logo apos Samanta sela as cinzas que caíra sobre o altar, impedindo a ressurreição ou reencarnação do mago, todo o grupo ali desapareceu em meio as sombras.



J. Aeff



Bônus:



-Esse é o desenho feito por Nicole da cidade de Arcoverde-PE. Obrigado Nicole, seu desenho está melhor que o do  kraismos. -Disse Héstia.
-Como é que é? repeti vagabunda. -Disse o elffo fazendo litros de água flutuar sobre a salamandra.
-Fodeu. -Disse ela pro fim.

Um comentário: