Aviso!

Olá caro humano, seja bem-vindo ao nosso mundo sobrenatural! Se essa é sua primeira vez aqui, recomendo que comece a lê por nossa primeira história, “O Sequestro”, que pode ser facilmente encontrado se você abrir o botão da primeira geração, Detectives, que fica no menu acima. Caso você seja um de nossos fãs, tenha uma boa leitura e não esqueça de comentar, ou caso contrario, kraismos morderá todos vocês, isso se Castiel não lhe bater primeiro.

domingo, 24 de junho de 2018

69 - Ressurreição



 

 

I

-Tem certeza que você quer continuar com isso? -Perguntou Lucy
-Passamos por muita coisa até chegarmos aqui. -Elion respondeu. -Todo aquele tempo viajando entre os reinos, vimos o que todos acreditavam ser impossível, Lucy, não posso permitir que David estrague tudo.
-Bom, se é assim que queres, então estarei ao seu lado meu velho amigo.
-Para sempre então? -O Regente perguntou.
Com um sorriso a jovem lhe respondeu:
-Ao infinito e além. -Falou ela com sinceridade.
Os dois caminharam até uma sala suspensa onde foram recebidos por uma multidão eufórica.

-Senhoras e senhores. -Disse uma voz no alto falante. -O Lorde Reed. A multidão se colocou em pé e o recebeu com uma alvorada de gritos ainda maior. -E sua convidada especial, Lucy Christie, guarda real do palácio de Cristal e ex-membro  dos Anjos da Solidão. -Os gritos ficaram ainda mais fortes.
-Não sabia que você era tão famosa assim. -Elion disse sorrindo.
-Nem eu. -Disse a garota erguendo os braços perante os gritos que ouvia, provocando ainda mais alvoroço.
Ao olha a direita era possível ver Swan com a cara amarrada. Sorrindo Elion lembrou-se do que aconteceu alguns dias atrás, em meio a euforia da jovem Swan em querer participar dos jogos de graduação para a decepção de saber que não poderia participar dado o fato de já está na posição mais alta para um mago não Regente. O sorriso de Elion só aumentou ao lembrar que ela quase ceifou a ama de Shin por ele ter lhe dado tal notícia.
-Vocês perderam todo o discurso de iniciação. -Disse Swan.
-Detesto essas coisas. -Respondeu Elion sentando próximo a ela, fazendo um sinal para que o locutor prosseguisse.
-Esse ano teremos apenas vinte participantes. -Disse a voz.
-Vinte? -Elion falou olhando para Felipe.
-Tivemos duas inscrições de ultima hora, achei que Swan o houvesse informado. -Felipe respondeu.
Os dois olharam incrédulos para a garota que respondeu em sua defesa:
-O que? Estava estressada porque não me deixaram participar, acabei esquecendo de avisar.
Elion revirou os olhos e dirigiu sua atenção para os portões que começaram a se abrirem.
Aquele lugar lembrava um coliseu, porém deveria ter ao menos duas vezes mais que o coliseu de Roma em relação a tamanho. Todas as arquibancadas estavam lotadas, haviam vários telões ao redor do coliseu que se ligaram momentaneamente, mostrando os portões espalhados por toda a arena se abrindo.
-Recebam os participantes deste ano. -A voz começou a falar. -Iana Castiel, Maga de cristal. Violet representando a Casa Ceifadora. Ice Representando a Casa a qual possui seu mesmo nome, a Casa do Gelo. -Um garoto de pele pálida e cabelos brancos surgiu através de seu portão. -E para a surpresa de todos, este ano representando a casa Versal temos um garoto, isso mesmo senhoras e senhores, um homem está representando a casa que desde sua criação havia apenas mulheres, recebam Lance Gray. Representando a Casa Simbo-interdimensional, Shin Joseon Jiho.
Vendo toda aquela multidão Shin sentiu suas pernas tremerem.
-Merda. -Disse o coreano.
-Achei que essa casa tivesse apenas a feiticeira como membro. -Disse alguém em meio à multidão.
-O que mais o clã está escondendo. -Disse um outro alguém.
-Não entendo o que o Shin está fazendo ali, ele não possui poder. -Lincy falou em meio à multidão.
-Se o líder de sua casa o escreve, é impossível recusar a participação. -Rapha respondeu-o.
-Não entendo o porquê você não foi escrita. -Edgar tomou a palavra. -Você é a melhor de sua casa.
-Não é isso que o velho gaga pensa. -Rapha falou olhando para as os participantes que saiam para meio a arena.
-Pan Lins, representando a antiga Casa dos nomeados deuses. -A voz continuou a narrar. -Samanta, representando a Casa da Simbologia. Com apenas oito anos de idade, Ivy, representando a Casa de Hades. -A garota entrou na arena arrastando seu uso de pelúcia, e ao olhar para a multidão que agora se calava perplexos com a idade da garota e a forma como seu olha era fofo e sombrio ao mesmo tempo. - Alan Benson, escrito como mago independente.
-Mago independente? -Angel perguntou.
-Ou mago solitário. -Ruan o respondeu.
-É quando um mago não possui uma casa, ou ainda não se encaixou em uma. -Lincy completou.
-Mas ele é um mago de cristal. -Angel falou confuso.
-É, mas já temos a Castiel escrita representando os cristais, não é possível escrever dois magos da mesma casa, por isso Elion teve um cuidado grande ao preencher as inscrições, ele queria que os cristais se escrevessem pôs assim a chance de eles vencerem seria maior, Elion não quer que o premio caia em mãos erradas, afinal, o ganhador terá o seu maior desejo realizado. -Thamara o respondeu.
-Achei que o desejo não poderia infligir a lei. -Lincy falou encarando a homúnculo.
-E não pode. -Ruan tomou a palavra. -Porém existe varias coisas perigosas que não são contra lei, e se David colocou alguém que está do seu lado no torneio ele poderia ter acesso a esse desejo, sem contar que o vencedor terá um cargo importante dentro da Cúpula.
-Merda. – Emo disse. -Queria está participando.
-Elion também queria. -Thamara disse. -Mas você não é um mago, mesmo sendo manipulador de poderosas magias, você não é mago, e isso vai contra as regras.
Lincy apenas suspirou demostrando ansiedade e olhou em direção onde alguns membros da Cúpula estava e ao avistar Elion desejou apenas ter terminado o que eles começaram dias atrás. Depois da nomeação de Klaus como líder da Casa da Simbologia, ele recebeu uma visita inesperada de Satch e após isso, seu tempo de luto e descanso acabou e Elion ficou indo e vindo, cheio de assuntos do clã para resolver. E mesmo querendo falar com o pequeno emo loiro, era quase impossível o ver.
-Theo Michells, representando a Casa Light Angel. -O locutor disse retirando Lincy de seus pensamentos.
Ao ouvir o nome do participante Elion se pós de pé, incrédulo no que estava a ver.
Um rapaz de porte atlético entrou na arena, com mais de um metro e oitenta de altura e pele clara, ele vestia roupas claras com varias partes cobertas por prata, seus olhas azuis safiras se destacavam por trás de uma mascara de baile feita de prata que escondia seu rosto, seus longos cabelos loiros era cortado de forma social, dava-lhe um ar de nobreza.
-Elion, quem é este? -Perguntou Lucy vendo a cara de espanto que seu amigo estava a fazer.
-Esse é Theo, um dos magos mais misteriosos do clã. -Felipe disse também se colocando de pé. -Sua inscrição no torneio foi feita de última hora.
-E o que ele tem de tão misterioso? -Lucy disse confusa.
-A casa dele é uma das doze casas ancestrais, e ele é provavelmente o mais poderoso da casa, superando até mesmo o próprio líder, sua força e poder é lendária, e sua origem totalmente desconhecida. -Elion falou engolindo em seco.
-Não há possibilidades dele ou sua casa está sobre influência de David não é mesmo? Afinal como você acabou de dizer, ele é poderoso de mais para ser manipulado.
-Acredito que poder não seja um problema para Huhlvan. -Caleb falou chamando a atenção para si. -Afinal de contas ele manipulou a líder de uma das doze Casas e roubou uma das joias milenares.
-Então vocês já sabem sobre o roubo da bússola? -Elion disse o questionando.
-Somos a Cúpula, sabemos de tudo. -Scott respondeu desta vez.
-Yuèliàng shuǐ, da Casa da Água Lunar. -Falou o narrador e logo após uma garota de logos cabelos negros caminhar para saída de seu portão. – Light, da Casa da Montanha. -Um garoto grande e forte entrou segurando dois machados. – Claud, da Casa Xamã. -Um garoto baixinho e com a pele escura devido as várias exposições ao Sol.
-Olha, alguém mais baixo que eu. -Disse Lincy apontando para o recém-chegado.
-Isso é impossível. -Falou Kate se aproximando.
-Nam, nam, nam... -Lincy fez um som demostrando decepção.
-Iago da Casa da Ilusão. –O narrador voltou a falar.
-Então a inveja entrou para essa casa? -Angel perguntou.
-Não oficialmente. -Kate respondeu mordendo uma barra de chocolate. -Só fizemos um acordo com o líder da casa, já que ele não escreveu ninguém, então... -Falou ela por fim voltando a olhar para os demais magos que iam surgindo.
-Peter, da Casa Interdimensional. -O narrador falou e em seguida a multidão contemplou mais um membro das doze casas primordiais. – Alfonso D. da Casa Alquímica. -Um homem de cabelo rabo de cavalo e óculos entrou na arena logo após ouvir seu nome.
-Fiquei surpreso ao saber que Flamel escreveu o Alfonso no torneio. -Felipe disse observado o de óculos.
-Não era de se admirar, afinal, Flamel quer vencer o torneio por força maior. -Swan disse olhando para a garota que entrava.
-Mag Scarlat, da Casa da Fênix. -Disse o narrador.
Uma garota de pele bronzeado, cabelos descoloridos e com mechas verdes entrou na arena após ter seu nome pronunciado.
-Mais uma das doze casas. Acredito que vencer este torneio não será tão fácil. -Swan falou se acomodando a cadeira e respirando fundo. -Der o seu melhor Violet. -Falou ela por fim.
-Guilherme Hou, da Casa de Hefesto, e líder da família Hou. -O locutor continuou. -Timothy Von Hohenfels, da Casa da Criação.
Boquiaberta Rapha se pós de pé, e sem entender o que estava acontecendo, Edgar apenas segurou a mão de sua amada ao ver um garoto loiro entrando na arena.
-Aquele é. -Rapha falou procurando palavras. -Meu irmão?
-Ele deveria estar morto. -Edgar falou incrédulo.
-Aquele é um dos soldados da Agata, foi ele quem materializou cordas e neutralizou os poderes de Alckmin. -Lincy disse olhando para o casal ao seu lado.
-Como ela ousa. -Disse Rapha. -Agatha violou o túmulo de meu irmão e o ressuscitou para usa-lo como marionete.
 -Rapha, calma. -Disse Edgar. -Acredito que deve haver uma resposta logica para isso, depois você conversa com o Elion, talvez ele saiba de algo.
Com os dentes serrados e os olhos começando a ficarem húmidos, Raphaelly se virou e começou a caminhar para a saída, sendo seguida por seu namorado.
-E por fim. -O narrador continuou a falar. -Shiva Purohit, da Casa Dark.
-Fala sério. -Swan falou ficando em pé. -A Casa Dark é mais uma entre as doze.
-E não é apenas isso, o poder dessa casa se iguala aos da Casa Light Angel. -Falou Elion logo após ver um garoto de origem indiana entra na arena.
Shiva Purohit estava vestido com roupas pretas, seus cabelos e olhos eram negros e uma mascara de tecido preto cobria a parte inferior do rosto do garoto.
Quando todos chegaram ao centro da arena a voz disse:
-Sem mais delongas, olhem todos para a tela principal. Haverá dez batalhas iniciais e os nomes de quem irar lutar cada batalha já foram sorteados.
Com todos os olhares na tela a seguinte ordem foi mostrada.

1° Batalha: Theo Michells X Iana Castiel
2° Batalha: Violet X Claud
3° Batalha: Timothy Von Hohenfels X Samanta
4° Batalha: Shin X Ivy
5° Batalha: Alan X Mag Scarlet
6° Batalha: Shiva Purohit X Iago
7° Batalha: Pan X Peter
8° Batalha: Alfonso D. X Light
9° Batalha: Guilherme Hou X Yuèliàng shuǐ
10° Batalha: Ice X Lance


-Castiel terá que lutar logo de primeira com um dos adversários mais fortes? -Lucy disse surpresa com o resultado.
-Mas cedo ou mais tarde ela acabaria lutando com ele. -Falou Elion. -Essa é uma ótima oportunidade para ver até onde os poderes do cristal da Ira vão. -Finalizou Elon olhando todos os magos que estavam no centro da arena se afastarem e apenas os dois primeiros adversários permanecerem lá, encarando um ao outro.



II
Em algum lugar no norte da Europa, lugar onde nem mais a história devora, existe um vasto e verde campo, onde as arvores cogitam um grande porte, onde suas folhas são mais verdes que o habitual e as flores e arbustos silvestres possui um vivido brilho irreal.
Um lugar onde a beleza escapa dos olhos, nada mais é que um desface, uma camuflagem para os vestígios do sobrenatural.
-O que aconteceu aqui? -Evelyn falou olhando para um enorme buraco feito em meio a grama.
-A anomalia que vinha dessa região, era porque alguém estava violando um dos túmulos selados. -Disse Agatha.
-Não. -Respondeu a Joseon, se jogando na cratera sendo seguido pelos demais. -Um ritual de ressureição foi feito aqui.
Uma enorme ruina se estendia a baixo daqueles campos verdes, naqueles corredores antigos e mortos guardavam os restos mortais de uma civilização a muito esquecida, cuja existência influenciou na história que conhecemos hoje. Um verdadeiro paradoxo, alguém que a história não lembra, mas esse mesmo alguém é responsável pela criação da história, até quão louco esse mundo consegue ser? Até onde toda a insanidade vai?
Erguendo uma de suas mãos, Flamel fechou os olhos e disse em seguida:
-Você tem razão, posso sentir os traços deixados por uma magia muito poderosa.
-Não faz muito tempo que o rito foi feito. -Joseon tomou a palavra. -Acredito que quem estava aqui sentiu nossa presença e fugiu.
-E quem estava enterrado aqui? Quem era tão poderoso a ponte se ser sepultado em um lugar tão distante da civilização e liberar uma energia anomalítica por alguém ter invadido? -Evelyn perguntou ainda confusa. -Vocês sabem que mesmo eu fazendo parte da Cúpula, sou mais desatualizada que peixe no deserto.
Com seu longo vestido negro e seus cabelos chegando a ficar quase tão longo quanto seu vestido, Joseon se aproximou de uma das criptas e disse:
-Mesmo não havendo logica em suas palavras minha doce senhora das chamas, essa é a cripta que guarda os restos mortais não de um mago, mas de todo o antigo clã das fadas.
-A pergunta a ser feita é, quem teria tanto poder para trazer um dos membros desse clã de volta a vida? -Agatha disse olhando paras as runas sagradas espalhadas pela cripta.
-Além de mim? -Joseon falou de forma retorica.
-Não discutiremos para saber quem é o mais forte agora. -Flamel falou antes que uma discussão desnecessária fosse feita. -Temos que voltar e relatar tudo a Elion, se David tiver algo a ver com isso, temos o dever de contra-atacá-lo, afinal apenas se aproximar desse lugar já é contra a lei, e ressuscitar um dos que aqui descansam é no mínimo uma blasfêmia.
-Falou aquele que bebeu o elegi da longa vida e enganou a Morte. -Disse Joseon.
-Se formos falar de blasfêmia, acredito que vale ressaltar que Swan anda com o anel da Morte e usa a mesma como bichinho de estimação. -Falou Evelyn.
-Pelo amor de Deus, vamos. Se foi David, significa que Lilith e Faustos estão envolvidos. E existe um único motivo desses corpos terém sidos selados aqui. Joseon, der um jeito de levar os cadáveres restante com você, não é seguro deixá-los aqui -Agatha Disse tomando a palavra e a frente de todos, caminhando até a saída daquele cemitério subterrâneo.



III

-As regras são simples. -Disse a voz no alto falante. -Os participantes não podem usar magia proibida pela Cúpula, as demais magias e objetos são permitidos, a luta acaba quando um dos oponentes desistir ou morrer. Comecem!
Antes que Theo pudesse piscar os olhos Castiel estava a sua frente e metalizando uma áurea vermelhar ao redor de seu pulso lançou o garoto em direção a uma barreira que impedia os presentes de entrar na arena ou dos membros da arena de saírem.
Indo de encontro com a barreira, o corpo de Theo ricocheteou caindo sobre o chão, e após cuspir sangue ele olhou para a garota que havia acabado e criar um círculo no chão.
-Eu ouvir falar sobre os magos de cristais. - Theo Michells disse limpando a boca. -Não sabia que você fosse tão forte a ponto de conseguir me pegar desprevenido.
-Sou diferente dos demais magos, sou experiente e passei um bom tempo treinando com o melhor. -Disse Castiel em resposta.
-O.K. -Michells disse se recompondo. -Mas acho pouco provável você conseguir me acertar novamen...
Ele foi interrompido com Castiel aparecendo por trás dele o chutando com tamanha força que lançou-o até o centro da arena.
-O que você dizia mesmo? Disse a garota levando a multidão a loucura.
-Ela está dando uma surra nele. -Disse um dos magos.
-Que tipo de demônio esse garota é? -Disse um outro mago.
-Dá uma surra nele, Castiel Iana Castiel. -Gritou Lincy torcendo pela a garota.
Uma áurea vermelha se formou ao redor do corpo da garota e após isso ela disse:
-Estou cansada do mundo da magia ver a nós, os cristais como meros objetos de estudos, de anomalias, estou lutando por nossa liberdade e reconhecimento, eu vencerei essa luta, custe o que me custar.
Castiel parou de falar ao ver que seu adversário apenas rindo da situação.
-A alguns meses. -Começou Theo Michells. -Eu ouvir falar nos magos de cristais e nos poderes dos demônios capitais que eles cogitavam. Achei que fosse boatos criados pela Cúpula para se manter no poder ou algo assim, mas fiquei surpreso ao ouvir que você era uma dos cristais. -Ao limpar o sangue que escorria por sua boca, Michells prosseguiu. -Quando aceitei participar deste torneio não sabia ao certa o que desejaria como recompensa, mas agora eu sei. -Castiel deu um passo para trás ao ver a energia do garoto de masca se manifestar a sua frente. -Desejarei a morte de todos os magos de cristais, desejo justo, não acha?
A multidão de magos que assistia ficou em silencio ao ouvis tais palavras.
Com um semblante sério, Castiel avançou mais uma vez, porém desta vez Theo segurou seu punho.
Tentando se soltar, Castiel o chutou, tendo sua perna presa pela outra mão do garoto.
-Free yourself. -Disse Castiel liberando um enorme poder que fez seu adversário a soltar e o repeliu o jogando a alguns metros.
Uma armadura demoníaca tomou conta do corpo da garota, e ela ficou flutuando em meio a essa armadura.
-Já falei que acho foda o Susano’o da Iana? -Lincy falou.
Ao ver o tamanhão do poder da garota a multidão foi mais uma vez à loucura.
Com um sorriso sínico, Theo espirou o máximo possível de ar, e ao liberá-lo uma enorme rachada de chamas brancas saíram de sua boca indo de encontro com a garota.
Um grito ecoou pelo ambiente e saindo em meio as chamas, a barreia de Castiel havia se dissipado e suas vestes estava a queimar.
A multidão gritou ainda mais alto, não pelo fato de Theo ter conseguido desfazer a barreia de Castiel, mas pela mesma ter tirado suas roupas e está apenas com peças intimas.
Ficando com as partes do rosto visível corada, Michells por alguns instantes perdeu a concentração, e se aproveitando disso, Castiel avançou e dando um peteleco na testa do garoto conjurou um símbolo magico em sua testa.
-Sinceramente, não queria ter usado esse poder agora, mas não posso deixar você cancelar minha barreira, sem contar que se você me queimar terei que lutar pelada. Esse símbolo em sua testa lhe impedirá de usar toda magia que eu já tenha visto.
-Não acharia ruim se você retirasse o resto de suas roupas. -Disse Michells.
Após sorrir, a garota de olhos vermelhos e camelos pretos disse:
-Quem diria que abaixo desta máscara havia um pervertido.
-Meus pensamentos não importam, quando eu terminar com você, você estará morta.
-Isso é o que veremos. -Onze Castieis surgiram ao lado da outra. -Você pertence as doze casas ancestrais, então nada mais justo que você lute com doze de mim, não acha. -Disse Todas as Castieis tomando uma, ima forma diferente de um demônio. -Cristal do ruby, doze faces da Ira.
-Uma boa estratégia. -Disse Michells sorrindo cinicamente. -Mas meus poderes não se resumem as chamas ancestrais. Mas vejo que seu poder se limita ao do demônio da irá. Você me disse que teve um treinamento especial, mas acho que não foi capaz de aprender muito. -Ao estalar os dedos, várias penas brancas começaram a cair dos céus, desfazendo as Castieis adicionais, deixando apenas uma para trás. -Meu poder é da purificação, minha casa é conhecida por purificar espíritos demoníacos, é a casa perfeita para alguém com o poder semelhante ao seu.
Castiel desfez sua barreira e começou a andar na direção de seu oponente, retirando seu colar, ela olhou para o loiro a sua frente e disse:
-Então por que você não me mostra o quão poderosa sua purificação é. -Castiel retirou seu Ruby do cordão que o segurava e o colocou em sua boca, o engolido em seguida.
-Ela não deveria usar essa magia logo de primeira. -Disse Lucy.
-Se ela não conseguir derrotar ele, não haverá, mas batalhas para ela usá-lo. -Elion respondeu ficando em pé e caminhando até a grade de proteção para ver a luta melhor.
A pele de Castiel se transformou em uma armadura de aço negro, seus olhos ficaram absolutamente vermelhos, e ente seus cabelos surgiram chifres negros com detalhes em vermelhos.
-Mas que porra é essa? -Falou Violet.
-Acredito que essa seja a verdadeira forma de um cristal. -Lance a respondeu.
O que antes era uma áurea vermelha, agora não passava de uma fumaça negra em movimento.
Todos os ali presentes apenas olharam para aquela sena em um silencio absoluto.
-Contemple a forma original de um cristal. -Falou Iana.
-Até que é bonitinho, mas não me impressionou. -Falou Michells.
Uma cortina de poeira foi o que restou de onde Castiel estava, a feiticeira da Ira estava se movendo em uma velocidade alarmante e praticamente impossível de ser acompanhado pelo olho humano.
-Não dá para ver nada. -Disse o detetive Hugo.
-Você não é o único que está sem ver. -Nathalia disse sem saber para qual direção olha.
Metalizando o arco, Michells o esticou para um lugar qualquer, e ao soltar seus dedos do arco, uma flecha de luz surgiu em disparada, sendo segurada por Castiel.
Após gritar a garota disse olhando para sua mão estava na forma humana.
-Quem, quem você realmente é?
Com um sorriso mais sínico que os anteriores, Theo disse em resposta:
-Então você percebeu não foi mesmo?
-O que será que está acontecendo, por que a luta parou? -Disse o narrador após alguns minutos de silencio entre os participantes.
Castiel se desfez de sua amadura e disse levantando a mão:
-Eu des...
Ela parou de falar ao ser atingida por uma flecha em meio ao seu peito.
Seu sutiã caiu, mostrando um buraco que atravessou seu corpo, buraco esse que um taco de beisebol ou algo ainda mais groso passaria sem nenhuma dificuldade.
Caindo de joelhos sobre o chão, Castiel viu toda sua vida passar diante de seus olhos, sentiu o sangue escorrer de sua boca e jorrar entre o buraco em seu tórax. Sentiu seu coração parar aos poucos, e sua respiração não chegando em seus prumões.
A luta só pararia quando um dos oponentes morresse ou declarasse desistência, mas a jovem não teria possibilidades de falar, ou ao menos de respirar.
Uma segunda flecha foi disparada em direção ao olho da garota quando Angel surgiu e destruiu a flecha de luz com sua espada, e antes que todos dessem por sir, Elion e o mestre dos brinquedos estavam na arena.
O corpo de Michells estava em volvidos nos fios de Felipe e Elion segurava firme sua espada contra o pescoço do jovem Michells.
-A batalha acaba por aqui. -Disse o Regente intervindo.
-Senhora e senhores, o jovem Michells é o vencedor da primeira rodada. -Disse a voz narrativa.
Felipe desfez seus fios e a atenção de Elion foi atraída por Alan, que estava sendo consumida por uma enorme áurea azul.
Surgindo em meio a arena Swan invocou sua foice e ceifou espectros que apareceram para levar a alma da jovem de cristal.
Lucy tomando a deixa, se transformou e disse;
-Criei uma barreira que irar conter o sangramento, mas se eu não a levar para Lux agora ela morrerá.
-E o que você está esperando? -Angel falou histérico.
Concordando com a cabeça Lucy desapareceu sendo engolida por um portal junto com Castiel.
-Não sabia que ela era tão importante a ponto do próprio Regente intervir. -Falou Michells.
-Todos vocês são minhas responsabilidades, a batalha já estava ganha, não havia necessidades para você a matá-la. -Falou voltando em direção de onde estava.
-Quando eu ganhar, meu desejo será exatamente o que falei, quero os cristais para mim e com a morte daqueles que os cogitam.
-Você ainda não ganhou, guarde seu pedido para a última batalha. -Elion disse por fim saindo da arena sendo seguido por Felipe.
Angel olhou mais uma vez para o garoto de mascara e voltou para a arquibancada.
-Como você conseguiu passar pela barreira? -Lincy Perguntou ao de cabelos coloridos.
-A pergunta não é essa. -Ruan falou. -E sim como você conseguiu parar aquela flecha.
-Adrenalina, eu acho. -Respondeu Angel voltando seu olhar para o garoto mascarado que caminhava de volta para a porta de onde saiu.
Os nomes dos próximos duelistas surgiram no grande telão.

Violet X Claud

-Boa sorte. -Disse Lance para a garota.
-Acho que sorte não será o suficiente para vencer essa batalha. -Violet falou caminhando até o meio da arena.
Uma garota baixinha de cabelos cortados na altura de seus ombros, vestida com roupas pretas e com uma tatuagem de aranha em sua mão direita surgiu onde Elion e os demais membros da cúpula estavam e disse:
-Oi.


J. Aeff

Nenhum comentário:

Postar um comentário